Moçambique quer ajuda do Japão para montar radares meteorológicos



O ministro dos Transportes e Comunicações de Moçambique disse hoje que o país conta com a ajuda do Japão na instalação de radares meteorológicos, no quadro da capacitação institucional do Estado africano contra “eventos extremos”.

“Moçambique é extenso e precisamos de radares meteorológicos para o norte, na província de Nampula, e um outro para o sul, na cidade de Xai-Xai, e aí gostaríamos de contar com a vossa colaboração”, disse Mateus Magala.

Magala falava em Tóquio, durante um encontro com o ministro de Estado da Terra, Infraestruturas, Transporte e Turismo do Japão, Tashiro Toyoda.

De acordo com um comunicado enviado pelo Ministério dos Transportes e Comunicações de Moçambique, o equipamento de previsão meteorológica que será montado no norte e sul do país vai juntar-se ao dispositivo que foi recentemente instalado na cidade da Beira, centro do país.

Dada a sua vulnerabilidade às calamidades naturais, prosseguiu, Moçambique precisa de se apetrechar de maior capacidade de “aviso prévio e capacidade de antecipação contra eventos extremos”.

Aquele governante também expressou a vontade do país africano de cooperar com o Japão na modernização do setor aeroportuário moçambicano.

Apontou em concreto as necessidades de recuperação e modernização do Aeroporto Internacional da Beira, depois da devastação que a infraestrutura sofreu com o ciclone Idai, em 2019.



Notícias relacionadas

loading...

Comentários estão fechados.