Mohan Munasinghe: Nobel da Paz diz que governos são cada vez menos capazes de lidar com problemas ambientais

O especialista em alterações climáticas Mohan Munasinghe disse, esta segunda-feira, que os líderes mundiais estão demasiado centrados no curto prazo e nos círculos eleitorais, pelo que as questões relacionadas com as alterações climáticas têm passado para segundo plano.

Na conferência “O Mundo depois das das alterações climáticas”, Mohan Munasinghe disse “gosto mais deste tipo de encontros do que falar com primeiros-ministros e presidentes, pois os governos são cada vez menos capazes de lidar com este tipo de problemas”.

O professor elogiou, assim, o papel da sociedade civil e do setor privado e explicou a importância de encontrar soluções integradas para problemas que combinam vários factores.

“Estamos a eleger vários líderes há anos, que estão a focar-se no curto prazo”, referiu. O prémio Nobel da Paz recordou ainda que “existem vários objetivos de desenvolvimento sustentáveis” e que as alterações climáticas são apenas um, destacando a redução de desigualdade e a energia.

Questionado se 2030 é a deadline para salvar o planeta e reverter algumas das consequências nesta matéria, Mohan Munasinghe  disse que esse ano “é apenas uma data indicativa”. No entanto, reconheceu que “o progresso nos últimos 17 anos têm sido muito desapontante”.

Para ler o artigo completo no Greensavers clique aqui.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...