Morreu Buddy, o primeiro cão infectado com Covid-19 nos EUA

Buddy, de acordo com a National Geographic, é de raça pastor alemão e adoeceu em abril, aos sete anos de idade, na mesma altura em que o dono, Robert Mahoney. Inicialmente, o animal começou por ter o nariz entupido e dificuldade em respirar. “Dizes às pessoas que o teu cão testou positivo e elas olham para ti como se tivesses dez cabeças”, disse Allison Mahoney, mulher de Robert, à National Geographic.

Não é claro se o pastor alemão morreu devido a complicações devido ao novo coronavírus ou de outra doença, uma vez que, após várias análises, os veterinários acreditam que Buddy tinha um linfoma.

Já em Abril, em Nova Iorque, dois gatos de casas distintas testaram positivo para o coronavírus, sendo os primeiros animais domésticos no país com a doença. Os dois mostraram sintomas como tosse e nariz a pingar. Um dos gatos testou positivo após o dono ser infetado, mas outro animal que vive na mesma habitação não mostrou sintomas. Já no outro caso, acredita-se que o gato tenha apanhado ao passear na rua.

Em França, Papille, uma gata de 9 anos, sobreviveu à doença depois de ter sido infetada pelos donos, que se encontravam em casa isolados para recuperar da Covid-19. O felino foi o primeiro caso conhecido de um animal de estimação com o coronavírus em França.
Recorde-se que em abril, Nadia, de quatro anos de idade, foi o primeiro tigre em todo o mundo a ser diagnosticado com a doença.

A Associação Americana de Veterinários explica que os animais podem estar na mesma casa que uma pessoa que tenha Covid-19, desde que continuem a ser tratados e haja alguma distância de segurança, e aconselha que só se devem realizar testes caso estes apresentem sintomas.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...