Nasceram dois pandas-gigantes num Jardim Zoológico da China



Nasceram dois panda-gigantes no Jardim Zoológico de Chongqing, na China. Os dois gémeos, do género masculino, nasceram na manhã de 22 de julho, com 132 gramas e 91 gramas – o mais velho e o mais novo, respetivamente.

As crias resultaram do acasalamento natural da fêmea Er Shun e do macho Qingqing, no Centro de Pesquisa e Conservação da China. A mãe nasceu em 2007 no país, mas esteve durante sete anos em dois zoológicos do Canadá, tendo regressado ao de Chongqing em 2020. É a segunda vez que esta dá à luz gémeos, mas é a primeira vez que o faz na China.

As crias estão a crescer bem e encontram-se saudáveis. Atualmente, o mais velho já pesa 420 gramas e o mais novo 257 gramas. O seu crescimento é apoiado pelos profissionais do Zoo, que partilham este dever com a mãe, de forma alternada. Segundo explica Yin Yanqiang, que integra a equipa do Jardim Zoológico de Chongqing, à CQ News, a razão pela qual têm este acompanhamento é porque “Na natureza, os pandas gigantes geralmente ignoram ou rejeitam o mais fraco depois de dar à luz gémeos e escolhem o mais forte para alimentar. Esta é a sua estratégia de reprodução para garantir que pelo menos um deles possa sobreviver“. Desta forma, é possível assegurar a sobrevivência dos dois, bem como o contacto materno de forma semelhante.

O panda-gigante (Ailuropoda melanoleuca) encontra-se em risco de extinção, estando classificado em estado “vulnerável” de conservação, na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza. Para garantir que a espécie continua a recuperar no meio natural, é preciso manter e continuar a desenvolver os programas de conservação. Estima-se que existam 1800 pandas-gigantes na natureza.



Notícias relacionadas

loading...

Comentários estão fechados.