Navigator e P2X Europe vão produzir combustíveis de aviação sustentáveis



Está a nascer em Portugal um novo projeto de produção de combustível verde para o setor da aviação – o P2X Portugal. A joint venture foi criada pela The Navigator Company e pela empresa alemã P2X Europe, tendo como objetivo desenvolver uma unidade industrial de última geração para produzir, em larga escala, combustíveis de aviação sustentáveis, também conhecidos como e-SAFs.

A criação terá como base a produção de energia renovável solar e eólica e o CO2 biogénico gerado pelas biorrefinarias da Navigator, que utilizam como recurso as florestas sustentáveis. Em conjunto, estes são os dois elementos críticos para o sucesso da produção de um jet-fuel (querosene) sintético, neutro em carbono, produzido a partir de hidrogénio verde e CO2 biogénico.

joint venture P2X Portugal reúne empresas líderes em tecnologia e engenharia e integra toda a cadeia de valor do processo, incluindo a captura de até 280.000 toneladas por ano de CO2 biogénico e várias centenas de megawatts de nova capacidade de energia renovável. Esta visa atingir uma capacidade total de produção de eFuel (eSAF) de 80.000 toneladas por ano.

A P2X Portugal será instalada no complexo industrial da Navigator, na Figueira da Foz. Para as duas primeiras fases de desenvolvimento, o investimento do projeto totalizará cerca de 550 e 600 milhões de euros na instalação de produção de hidrogénio molecular verde, na infraestrutura e processo de captura de CO2 biogénico, e na capacidade de produção de 40.000 toneladas por ano de crude e combustível sintético. A operação comercial deverá iniciar no primeiro semestre de 2026.

O Governo português concedeu ao projeto PtL (Power-to-Liquids) da P2X Portugal o estatuto Projeto de Interesse Nacional (PIN), o que constitui um testemunho da relevância e qualidade global do mesmo.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.