Navigator emite empréstimo obrigacionista ajustado aos compromissos de sustentabilidade

A The Navigator Company vai emitir no dia 5 de agosto um empréstimo obrigacionista ESG (Environmental, Social and Corporate Governance) no valor de 100 milhões de euros com maturidade de cinco anos. O BPI e o CaixaBank foram os assessores deste empréstimo, que ajusta nas suas condições o cumprimento de critérios de sustentabilidade.

A operação está indexada a dois indicadores ESG já presentes na Agenda de Sustentabilidade da Empresa e alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas. São eles, a redução de emissões de dióxido de carbono (CO2) e o aumento da percentagem de madeira certificada adquirida no mercado nacional.

O primeiro indicador enquadra-se no Roteiro para a Neutralidade Carbónica da Companhia, no qual a Navigator assume o compromisso de ser neutra em carbono nos seus complexos industriais até ao ano de 2035. De igual forma, neste Roteiro a Companhia compromete-se a atingir quatro metas: reduzir as emissões de CO2 provenientes de combustíveis fósseis através da substituição de tecnologias; reduzir o consumo específico de energia até 2025; atingir os 100% de produção de energia elétrica a partir de fontes renováveis; e compensar as emissões não passíveis de eliminar.

De forma a atingir estes objetivos, a empresa tem vindo a desenvolver um plano de ação que se tem traduzido na implementação de diversos projetos e iniciativas, como é o caso da construção de uma nova caldeira de biomassa no complexo industrial da Figueira da Foz.

Relativamente ao segundo indicador, a empresa tem investido num conjunto de programas, a título individual ou em parceria com outras organizações, que visam contribuir para ultrapassar barreiras sentidas pelo setor florestal no que diz respeito à certificação da madeira, promover a melhoria da gestão florestal dos espaços florestais de terceiros e, dessa forma, contribuir para a sua certificação e disponibilização no mercado de madeira através da garantia de origem.

Estes dois indicadores fazem parte da gestão da The Navigator Company para a “Década da Ação”, que corresponde ao movimento a decorrer entre 2020 e 2030, com o intuito de levar todos os países-membros das Nações Unidas a cumprir as 169 metas dos 17 ODS. No caso deste empréstimo, os dois indicadores selecionados suportam os ODS 13 – Ação Climática e ODS 15 – Proteger a Vida Terrestre.

Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.