Nova espécie de lontra com 11 milhões de anos descoberta na Alemanha

Um fóssil de uma lontra do género Vishnuonyx, já extinto, foi descoberto na região de Allgäu, na Alemanha. Para surpresa dos paleontólogos, trata-se não só de uma espécie nova, como da primeira evidência da ocorrêndia deste género na Europa.

A Vishnuonyx neptuni, nome agora dado pela comunidade científica, viveu há 11,4 milhões de anos, pesava entre 10 e 15 quilogramas e alimentava-se maioritariamente de peixes (em detrimento de bivalves e partes de plantas) – sendo neste aspeto semelhante à lontra-gigante (Pteronura brasiliensis).

A descoberta foi realizada por uma equipa de investigadores da Universidade de Tübingen e da Universidade de Zaragoza em Hammerschmiede, local onde anteriormente já tinham sido encontrados vestígios da espécie de primata Danuvius guggenmosi.

O género Vishnuonyx viveu entre 12,6 a 13,4 milhões de anos na Terra e pensava-se que tinha apenas habitado no sul da Ásia e na África Oriental. Em comunicado, a equipa explica como se pensa que terá ocorrido a dispersão da espécie: “A sua enorme dispersão de mais de 6.000 quilómetros em três continentes foi possibilitada pela situação geográfica de 12 milhões de anos atrás: cadeias montanhosas recém-formadas dos Alpes a oeste, às montanhas iranianas Elbrus no leste, separaram uma grande bacia oceânica do oceano Tethys, o precursor do Mediterrâneo e do Oceano Índico. Isso criou o Paratethys, um vasto lençol de água da Eurásia que se estendia de Viena até além do atual Mar de Aral, no Cazaquistão. Há doze milhões de anos atrás, ele tinha apenas uma conexão estreita com o Oceano Índico, o chamado Estreito de Araks, na área da atual Armênia. Os investigadores presumem que a lontra Vishnu de Netuno seguiu esta conexão para o oeste e alcançou o sul da Alemanha, o Antigo Guenz e o Hammerschmiede através do delta emergente do Antigo Danúbio a oeste do que hoje é a cidade de Viena”.

Nikos Kargopoulos / Percurso percorrido pela lontra Vishnuonyx neptuni


Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.