Nova Iorque permitirá apenas venda de veículos zero emissões a partir de 2035



Nova Iorque apenas permitirá a venda de veículos com zero emissões a partir de 2035, seguindo os passos da Califórnia, que na semana passada decidiu proibir a venda de motores a combustão a partir do mesmo ano.

A medida é considerada pelas autoridades de Nova Iorque como um “passo crucial” para conseguir uma redução significativa das emissões de gases com efeito de estufa produzidos pelos transportes e será acompanhada por novos incentivos e investimentos para generalizar o uso de carros elétricos.

A governadora nova-iorquina, Kathy Hochul, explicou esta quinta-feira, em conferência de imprensa, que ordenou aos serviços ambientais do Estado que acelerem a nova regulamentação, depois da Califórnia ter assinado uma medida semelhante na semana passada.

Durante décadas, os regulamentos federais exigiram que qualquer movimento a nível estatal para endurecer as regras de emissões deve ocorrer primeiro na Califórnia e só então outros estados podem tomar medidas semelhantes.

“Nova Iorque é líder nacional em clima e potência económica e estamos a usar a nossa força para ajudar a impulsionar a inovação e a implantação de veículos de emissão zero em escala”, destacou Hochul em comunicado.

Para atingir a meta final em 2035, Nova Iorque vai primeiro impor metas intermédias, que estabelecem que até 2026 35% dos carros vendidos terão zero emissões, sendo que esta percentagem terá que subir para 68% até 2030.

Também a partir de 2026 serão impostos novos padrões de poluição para veículos novos com motores de combustão.

Além de combater as alterações climáticas, Nova Iorque procura reduzir a poluição causada pelos transportes com estas medidas.

Para Kathy Hochul, a poluição tende a afetar principalmente os grupos mais desfavorecidos, muitas vezes obrigados a viver em áreas com muito trânsito.

O Estado explicou que gastará mais de 1.000 milhões de dólares nos próximos cinco anos para promover veículos de zero emissões, com subsídios e programas para aumentar o número de estações de carregamento de hidrogénio e baterias elétricas.



Notícias relacionadas

loading...

Comentários estão fechados.