Novo teste PCR permite determinar o sexo dos tubarões brancos



Um novo estudo conduzido pela CSIRO, a agência científica nacional da Austrália, revelou que o sexo do tubarão branco é determinado pelos cromossomas sexuais X e Y.

Os investigadores desenvolveram um método robusto para encontrar cromossomas sexuais no genoma de um tubarão e um novo teste PCR que pode ser utilizado em laboratório para definir o sexo dos tubarões brancos a partir de biópsias de tecidos.

Floriaan Devloo-Delva, investigador de pós-doutoramento da Coleção Nacional de Peixes da Austrália da CSIRO, afirmou que a equipa desenvolveu uma ferramenta bioinformática denominada “sexy_markers” que utiliza um método estatístico para procurar cromossomas sexuais nos dados de ADN.

A equipa utilizou então o “sexy_markers” para procurar cromossomas sexuais numa grande amostra de tubarões brancos (Carcharodon carcharias).

“Descobrimos que a determinação do sexo no tubarão-branco é determinada pela genética e não pela temperatura, como acontece nos crocodilos ou nas tartarugas”, afirmou Devloo-Delva.

“O nosso estudo mostrou que o tubarão branco tem cromossomas sexuais X e Y. Os machos são XY e as fêmeas XX. Os machos são XY e as fêmeas são XX”, acrescentou.

A determinação do sexo varia muito no reino animal e pode envolver genes nos cromossomas sexuais, a temperatura de incubação dos ovos ou mesmo a proporção de machos e fêmeas numa população.

Sabe-se que algumas espécies de tubarões têm cromossomas sexuais, mas o mecanismo molecular por detrás da determinação do sexo nos tubarões é largamente desconhecido. Até à data, os cromossomas sexuais foram examinados em apenas 94 espécies de tubarões e raias (<8% das 1260 espécies de tubarões e raias estimadas em todo o mundo), incluindo o tubarão branco, mas esta investigação utilizou uma técnica antiga e amostras de pequena dimensão (n=1-3).

“Estes conhecimentos revelam mais sobre a biologia e a ecologia populacional dos tubarões brancos e ajudarão as agências de gestão a compreender melhor a espécie”, explicou Devloo-Delva.

Os tubarões brancos estão classificados como “vulneráveis” na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

Os investigadores também desenvolveram um teste PCR que os laboratórios podem utilizar para identificar o sexo de um tubarão branco a partir de uma biopsia de tecido. Os pormenores são fornecidos no documento.

“Este novo teste será útil para a identificação do sexo de tubarões juvenis sem órgãos sexuais externos desenvolvidos para a monitorização e conservação das populações, ou utilizando amostras obtidas a partir de carcaças processadas na pesca ou no comércio de barbatanas”, afirmou Devloo-Delva.

 





Notícias relacionadas



Comentários
Loading...
viagra before and after photos what to expect when husband takes viagra