O fundo do Oceano Pacífico continua a surpreender

As espécies foram descritas, com base na morfologia e nos dados genéticos, a partir de amostras recolhidas com o ROV (veículo operado remotamente) Lu’ukai, pertencente à Universidade do Havai, numa área com mais de cinco quilómetros de profundidade.

“Ficamos empolgados por encontrar este novos xenofóforos (residentes unicelulares do fundo do Oceano)”, disse Andrew Gooday, cientistas do National Oceanography Centre, no Reino Unido. Os xenófobos constroem uma espécie de conchas compostas de partículas que obtêm do ambiente circundante. São estruturas elaboradas que podem atingir tamanhos de 10 centímetros ou mais.

“Esta parte do Oceano Pacífico é claramente um ponto importante da diversidade. A abundância e a diversidade destes organismos unicelulares gigantes são realmente incríveis”, disse o Oceanógrafo Craig Smith, que também participou na expedição.
“Nós vêmo-los em todos os lugares do fundo do mar, sob muitas formas e tamanhos diferentes. Entre outras coisas, eles fornecem microhabitats e potenciais fontes de alimento para outros organismos”, acrescentou Smith.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...