O pássaro mais pequeno do mundo é irrequieto por natureza

Encontrados apenas em Cuba, estes pássaros depositam os seus ovos em ninhos do tamanho de uma moeda.

Os colibri-abelha-cubano são visita regular nos jardins durante a primavera e o verão, pairando no ar ou mergulhando o seu longo bico no coração das flores.

Embora estes pássaros sejam conhecidos pelo seu tamanho diminuto, são bastante fáceis de identificar pelas asas sempre agitadas e penas iridescentes.

Este pequeno colibri, com a sua bela plumagem brilhante, é o sonho de qualquer observador de pássaros, o pequenino pássaro é do tamanho de uma abelha grande, pesando menos que uma moeda. O passarinho compartilha a ilha com o seu primo maior, o Esmeralda-cubano, que é mais de duas vezes e meia o tamanho deste colibri-abelha-cubano.

Estes colibris são tão pequenos que precisam competir com certos insetos por comida. Para comerem néctar, mosquitos e aranhas, os colibri-abelha-cubano defendem a sua flora favorita das borboletas e dos abelhões.

Como é que estes pequenos pássaros assustam a concorrência com um tamanho tão pequeno? Eles intimidam com habilidade, exibindo ousadas exibições aéreas e proezas voadoras.

Tudo no corpo do colibri-abelha-cubano funciona para manter este pequeno pássaro no ar. O seu metabolismo agitado permite que passem mais tempo a voar do que qualquer outro colibri. Eles batem as suas pequenas asas 200 vezes no espaço de um segundo, superando outros colibri que pairam em torno de 80 batidas por segundo.

Este trabalho duro exige que eles comam o seu peso corporal em néctar e insetos todos os dias, disparando pelo ar tão rapidamente que são capazes de visitar até 1.500 flores em apenas 24 horas.

O tamanho torna-os vulneráveis ​​a pássaros maiores, sapos, peixes e até aranhas tropicais, observa a Universidade de Michigan, mas os predadores não são a sua maior ameaça. A sua população em declínio deve-se ao desmatamento e à perda de habitat.

A diminuição da vegetação natural de Cuba e o cultivo de pastagens e terras agrícolas representam uma séria ameaça para estes pequenos pássaros que chamam às densas florestas e bosques a sua casa. O colibri-abelha-cubano é atualmente considerado “quase ameaçado” na Lista Vermelha da IUCN.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...