Norte-americanos encontram artefactos com milhares de anos dentro de um crocodilo

No início de setembro, um grupo de norte-americanos ficou chocado ao encontrar no estômago de um crocodilo dois objetos bastante improváveis: uma ferramenta de caça e um objeto metálico idêntico a uma isca de pesca dos nativos norte-americanos.

O crocodilo quase centenário – com uma idade entre 80 e 100 anos – foi caçado no Lago Eagle, no Estado do Mississipi, por John Hamilton, que o levou à loja de caça Red Antler Processing.

“Temos cortado alguns crocodilos grandes para ver o que está no seu estômago, todos eles até agora tiveram algo interessante nele. O crocodilo de 13 pés e 5 polegadas (perto de 4 metros) trazido por John Hamilton hoje, causou o choque do ano”, afirma a equipa da loja numa publicação do Facebook.

Ao ser contactado, o geólogo James Starnes do Departamento de Qualidade Ambiental do Mississippi, explicou que se tratava de um prumo feito de hematita, “um objeto metálico em forma de lágrima de uso desconhecido”, que data de 1000 a 2000 a.C., e uma “ponta de dardo atlatl”, que é era usada na caça. “Tivemos habitantes nativos americanos na América do Norte, especialmente no Mississippi, provavelmente remontando a mais de 12.000 anos. (…) Essa tecnologia era a que eles teriam trazido com eles”, revela o especialista à CNN.

Além dos artefactos, foram também encontrados no seu estômago penas, escamas, ossos de peixe, sementes de dióspiro, rochas e pedaços de madeira.

Pode ver aqui a publicação da Red Antler Processing:

Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.