O último rio selvagem da Europa está em perigo

Da Grécia, à Albânia, até ao Mar Adriático, o rio Vjosa percorre 300 quilómetros e nele habitam mais de mil espécies diferentes. No entanto, um projeto de construção de mais de trinta barragens hidroelétricas ameaça a fauna local.

“Não à destruição do rio Vjosa. Não às barragens! Não à destruição das nossas terras!” são algumas das palavras de ordem dos manifestantes que se opõem ao projeto de barragem.

“Os rios são corredores para a migração das espécies. Ao limitar o fluxo de um rio, a barragem elimina o corredor, os habitats e as espécies. Perdemos todos esses valores”, alerta Aleko Miho, professor do Departamento de Biologia, da Universidade de Tirana, em declarações à Euronews.

Desta forma, foi lançada uma campanha internacional para atribuir ao rio o estatuto de Parque Nacional e anular o projeto de construção da barragem. O ator norte-americano Leonardo DiCaprio é um dos apoiantes da iniciativa. “É uma oportunidade rara para proteger um dos últimos grandes rios selvagens. Seria uma mais-valia para a Europa e um contributo para os esforços globais de conservação da natureza”, sublinhou Kathy MacKinnon, presidente da Comissão Mundial das Áreas Protegidas, da União Internacional para a Conservação da Natureza.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...