Olival Circular, o projeto que transforma bagaço de azeitona em fertilizante orgânico

O “Olival Circular” é o mais recente projeto que utiliza insetos para transformar bagaço de azeitona em fertilizante orgânico para os solos, óleos e proteínas para a alimentação animal. Focada na economia circular no setor agroalimentar, a EntoGreen usa os insetos como ferramenta de bioconversão para transformar este subproduto do olival, valorizando-o e impedindo que se torne uma ameaça ambiental. Como a empresa afirma, “devolve aos solos do olival parte do que o olival dá”, contribuindo em simultâneo para a sustentabilidade do setor agroalimentar.

“Pegamos num subproduto que muitas vezes é um risco ambiental, transformando-o num fertilizante orgânico que pode voltar novamente para os campos dos olivais, contribuindo para a biodiversidade dos solos, para a manutenção de água e para a fertilidade”, explica Daniel Murta, CEO da Ingredient Odyssey SA.

Além de permitir devolver nutrientes e matéria orgânica ao solo, o substrato de inseto gerado pela conversão do bagaço de azeitona fomenta a retenção de água, contribuindo para a resistência à seca, promove o crescimento das raízes, a atividade microbiana do solo – que é um dos sinais de saúde do solo – e a resistência das plantas a pragas e doenças. Desta forma, o substrato pode contribuir para reduzir a dependência do uso de produtos químicos e melhorar a gestão da rega.

A empresa espera agora encontrar parceiros no setor da olivicultura que estejam interessados em encontrar um destino adequado ao bagaço da azeitona e receber de volta um fertilizante orgânico, melhorando substancialmente a produção dos seus olivais.

A EntoGreen é uma marca da Ingredient Odyssey SA, que tem a investigação e desenvolvimento (I&D) no seu ADN. Com recurso a uma tecnologia bioindustrial inovadora, que possibilita reutilizar os desperdícios nutricionais que ocorrem no sector agro-alimentar reintroduzindo-os na cadeia de valor, a EntoGreen procura contribuir para a sustentabilidade do sector resolvendo dois grandes problemas globais, a escassez nutricional e os desperdícios alimentares.

Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.