Penacova atua no combate e prevenção da vespa asiática



A Câmara Municipal de Penacova (CM-Penacova) está a combater, através do Plano de Ação para a Vigilância e Controlo da Vespa velutina em Portugal e do Plano Municipal de Combate à Vespa Asiática, a presença da espécie Vespa velutina, também conhecida por vespa asiática, nas suas localidades.

O concelho destacou uma equipa do Serviço Municipal de Proteção Civil para desativar os ninhos e instalar 400 armadilhas na sua área geográfica. Além deste reforço, o grupo faz também a “manutenção periódica das armadilhas, limpeza, substituição do atrativo, contagem e registo das capturas e posterior recolha das armadilhas para prevenir a proliferação de plásticos indesejados no território”, explica a CM-Penacova.

Com o mesmo objetivo de controlar a proliferação da vespa asiática, a equipa de intervenção está também a testar dois tipos e isco; ” um, composto por água, açúcar e fermento de padeiro; e, outro, composto por vinho branco, cerveja preta e groselha”.

De acordo com Vasco Morais, Coordenador Municipal de Proteção Civil, “é durante os meses de fevereiro/março, que as fundadoras emergem do seu período de hibernação e dão início à construção dos ninhos primários. Sabemos que os ninhos não são todos iguais e não se localizam onde esperamos, podem estar escondidos no solo, em muros, beirados, no interior das habitações. É por isso que o trabalho que esta equipa tem vindo a realizar é fundamental e é fundamental que ocorra nesta altura do ano, porque este é um período determinante para a prevenção e a estratégia que temos vindo a desenvolver tem como base prevenir. Só prevenindo conseguimos combater com sucesso”, conclui.

Se avistar alguma vespa asiática ou algum ninho da espécie, não se aproxime, nem interaja. Como a CM-Penacova aconselha, comunique ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) através do site STOPvespa ou, caso seja um munícipe, entre em contacto com o Serviço Municipal de Proteção Civil da Câmara Municipal.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.