Dia 7 de Janeiro de 2018 com partida pelas 10 horas do Terreiro do Paço, realiza-se o “Inicie o Ano a Pedalar” é o primeiro passeio de bicicleta do ano 2018, promovido CPADA e pela Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa.

A Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente (CPADA), da qual a Quercus é membro, encontra-se neste momento a trabalhar num projecto de divulgação e promoção dos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável inseridos no Programa da Agenda 2030, designado “Europa no Mundo”. A Agenda 2030 assenta em 17 objectivos e 169 metas a implementar por todos os países, englobando problemáticas económicas, ambientais e sociais.

A CPADA alia-se à Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), que organiza todos os anos esta iniciativa “Inicie o Ano a Pedalar“, numa acção que visa a divulgação do dos objectivos do Desenvolvimento Sustentável, mais concretamente o 11º objectivo, Cidades e Comunidades Sustentáveis. Neste contexto, esta iniciativa tem como principal objectivo promover a utilização da bicicleta e sensibilizar a população para os impactos de utilização da bicicleta no âmbito das estratégias de segurança rodoviária e estratégia de descarbonização da sociedade; contribuir para a valorização do território e da sua paisagem; capacitar a população para a adopção de práticas mais sustentáveis, menos poluentes, mais ecológicas e mais saudáveis e combater as pressões associadas ao uso de transporte individual.

O conceito de mobilidade sustentável provém da reflexão que se tem desenvolvido sobre a forma como nos devemos movimentar evitando o consumo desnecessário de energia e a emissão de gases poluentes. As necessidades de mobilidade têm aumentado cada vez mais, sendo sobretudo mais evidentes nos espaços metropolitanos devido à preferência na utilização do transporte motorizado individual em detrimento do uso do transporte público e de outras formas de deslocação. Para que se atinja de forma eficiente as metas para uma mobilidade sustentável, o incentivo da utilização de bicicleta como meio de transporte alternativo, em modos suaves, apresenta diversas vantagens. A bicicleta implica uma diminuição de custos, no tempo despendido no trânsito, e, por outro lado, desempenha um papel relevante em termos da saúde, reduzindo o nível de sedentarismo dos cidadãos. A utilização da bicicleta permite também uma redução da dependência energética, o que leva a uma poupança enorme de recursos não renováveis.

Desta forma, ao se atingir os objectivos para uma Mobilidade sustentável, incontornavelmente estar-se-á também a cumprir metas inerentes aos restantes 17 objectivos, tais como “12 – Produção e Consumo Sustentáveis”, ” 13 – Acção Climática” e “15 – Proteger a Vida Terrestre”, demonstrando a forma como os objectivos definidos na Agenda 2030 estão intrinsecamente interligados.

A participação nesta iniciativa é gratuita, devendo no entanto fazer a inscrição até dia 5 de Janeiro, pelas 19 horas, através do site www.fpcub.pt. Os participantes receberão um bidon de oferta (apoio da Polisport), que será dado antes da partida.