Poluição atmosférica em Singapura prestes a atingir níveis recorde

Singapura está a accionar medidas de protecção depois de uma nuvem de fumo provocada pelos incêndios florestais na Indonésia ter causado uma poluição do ar que se aproxima do pior nível já registado em 16 anos.

A qualidade do ar de Singapura foi classificada como “não saudável”, depois de o fumo das chamas na ilha de Sumatra ter percorrido o mar e lançado uma nuvem de cinza sobre os arranha-céus do território vizinho.

Os índices de poluição situavam-se, na terça-feira, entre 104 e 123, dentro da faixa “não saudável” – que vai entre 101 e 200. Segunda-feira à noite foi quando se registou um pico de 155 – o mais alto desde o final de 1997, altura em que foi registada uma leitura de 226.

As neblinas de fumo são um problema praticamente anual em Singapura, recorrente a partir de meados do ano, quando os agricultores indonésios tentam limpar os terrenos de forma barata com queimadas. Segundo o Huffington Post, a Indonésia afirma que o governo continua a educar os agricultores para as alternativas que existem a esse método.

A Agência Nacional de Meio Ambiente de Singapura aconselhou os cidadãos, especialmente os idosos, as crianças e as pessoas com problemas respiratórios, a evitarem a exposição prolongada ao ar livre. Algumas empresas estão mesmo a discutir a possibilidade de recomendar o uso de máscaras de protecção aos seus funcionários.

Os hospitais e as clínicas já se estão a preparar para receber mais pacientes na próxima semana. Espera-se um aumento de casos relacionados com asma, problemas nasais e inflamação dos olhos.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...