População de tartarugas gigantes das Galápagos está a recuperar

A tartaruga gigante das Galápagos pode chegar a pesar 250 quilos e viver mais de um século. Contundo, desde a década de 1960 que estas tartarugas estão em perigo de extinção. Na ilha de Española – uma das mais antigas do arquipélago – tinha até há bem pouco tempo apenas 15 exemplares, 12 fêmeas e três machos.

Com tão poucos exemplares, Española era a ilha do arquipélago com menos tartarugas gigantes, principalmente devido à introdução de cabras selvagens naquele ecossistema há mais de 100 anos. As cabras superaram as tartarugas na competição pelos cactos da ilha, um dos alimentos preferidos destes répteis. Porém, graças a cinco décadas de esforços conservacionistas, a espécie recuperou e apresenta agora uma população de mais de 1.000 animais.

E como foram as tartarugas gigantes desta ilha salvas? O Serviço do Parque Nacional das Ilhas Galápagos iniciou um programa de reprodução em cativeiro e reintrodução em 1973. Utilizando uma pequena ilha adjacente para ajudar as tartarugas a concentrarem-se na reprodução, a gestão do parque conseguiu até agora reintroduzir com sucesso mais de 1.500 tartarugas nascidas e criadas em cativeiro na ilha de Española.

Para que este esforço tivesse sucesso, as cabras tiveram de ser retiradas da ilha. De outra forma, a população de cactos nunca seria recuperada.

Foto: dicegirlsnapz / Creative Commons

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...