com o apoio
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

Preço global dos alimentos aumenta pela décima vez consecutiva

O preço global dos alimentos aumentou pela décima vez seguida no mês de março, de acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

“O Índice de Preços de Alimentos da FAO (FFPI) atingiu a média de 118,5 pontos em março de 2021, 2,4 pontos mais alto do que em fevereiro”, refere em comunicado. Os óleos vegetais, os lacticínios e a carne foram os alimentos que tiveram valores mais altos, enquanto que os cereais e o açúcar tiveram uma redução.

O Índice de Preços de Óleo Vegetal teve um aumento de 11,8 pontos face ao mês de fevereiro, destacando-se os preços do óleo de soja que tiveram uma subida devido às perspetivas de procura pelo setor de biodiesel.

Relativamente aos derivados de leite, o Índice de Preços de Lacticínios regista um aumento de 3,9% face ao mês anterior, com os preços da manteiga a subir  “impulsionados um pouco pela oferta restrita na Europa, devido ao lento início da temporada de produção de leite e ao aumento da procura interna em antecipação à recuperação do setor de serviços alimentares”, indica a FAO.

O Índice de Preços da Carne também subiu 2,3% em março derivado do aumento das vendas na Europa, antes da celebração do feriado da Páscoa, e também das importações da China.

O Índice de Preços de Cereais assistiu a uma queda de 2,2 pontos, destacando-se a queda dos preços de exportação do trigo. De acordo com a Organização, “a queda mensal nos preços do trigo refletiu principalmente a boa oferta e as perspectivas de produção favoráveis ​​para as colheitas de 2021”, dado que este ano se espera que a produção de trigo alcance um novo recorde anual de 785 milhões de toneladas.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...