Pristimantis ledzeppelin: nova espécie de sapo foi batizada em homenagem à banda Led Zeppelin

Uma nova espécie de sapo terrestre descrita na Cordilheira do Condor por investigadores equatorianos foi batizada como “Pristimantis ledzeppelin”, em homenagem à mítica banda de rock britânica Led Zeppelin.

A descoberta, na comunidade de Rio Blanco, cordilheira do sistema andino equatoriano, foi publicada na revista científica “Neotropical Biodiversity”.

É provável que a nova espécie só seja encontrada na área onde foi descoberta, dizem os investigadores, que queriam homenagear a banda britânica formada em 1968, de enorme influência no rock posterior, ao dar o seu nome ao novo sapo.

A investigação foi desenvolvida por uma equipa da Universidade São Francisco de Quito (USFQ), em colaboração com o Instituto Nacional de Biodiversidade (INABIO), informou esta quarta-feira esta entidade vinculada ao Ministério do Meio Ambiente, Águas e Transição Ecológica do Equador.

A nova espécie é caracterizada por ter pele finamente tuberculada no dorso e nos flancos, uma distinta prega escapular e um focinho arredondado com uma pequena papila rostral, conforme a instituição especifica.

Segundo os investigadores David Brito-Zapata e Carolina Reyes-Puig (associados ao INABIO), as rãs terrestres do género Pristimantis constituem um grupo extremamente diverso de vertebrados que atualmente compreende 569 espécies conhecidas.

 

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...