Projeto inovador começa a dar frutos: plástico do Oceano Pacífico transformado em produtos sustentáveis

Foi em 2013 que Boyan Slat fundou a The Ocean Cleanup, um projeto que visa recolher o plástico de todos os oceanos do mundo. A organização sem fins lucrativos tem vindo ao longo dos anos a desenvolver várias tecnologias de forma a conseguir cumprir a sua missão, e tem sido desde cedo um sucesso.

Em Dezembro de 2019 a equipa conseguiu cumprir a sua primeira missão e voltou a terra, no Canadá, com o plástico recolhido no Great Pacific Garbage Patch. Após esta etapa, a ideia principal da equipa foi desenvolver produtos sustentáveis através do plástico recolhido no oceano.

Sendo a primeira vez que os vão produzir, contam com a supervisão da DNV GL, empresa líder de certificações, para provar que estes são realmente feitos com plástico do oceano. 

A The Ocean Cleanup prevê lançar a coleção em setembro de 2020 e, embora não anuncie para já detalhes e preços, permite às pessoas que apoiam o projeto obter o primeiro produto antes do seu lançamento se doarem 50 euros/dólares à organização.

O principal objetivo desta ideia é, não só reciclar e dar uma nova vida ao plástico recolhido, mas principalmente continuar a financiar as operações de limpeza do projeto. 

Boyan Slat afirma, “Acredito que podemos usar esse lixo para transformar um problema numa solução, transformando este material único num produto bonito. Como a maioria das pessoas nunca irá ao Great Pacific Garbage Patch, através destes produtos pretendemos dar a todos a oportunidade de participar na limpeza”.

O trabalho da The Ocean Cleanup está em constante evolução, atuando na “grande ilha de lixo do pacífico” com o System 001/B, e em rios na Malásia e na Indónesia, com o Interceptor e respetivas versões.

 

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...