Projeto SmarText vai impedir que perto de 85% dos óleos e gorduras alimentares cheguem ao mar

Já são conhecidas as ideias vencedoras da edição de 2020 do programa Born from Knowledge Ideas, promovido pela Agência Nacional de Inovação (ANI). Entre as três distinguidas encontra-se uma que pretende solucionar a poluição dos recursos hídricos através de um filtro – o SmarText.

Criado e desenvolvido por uma equipa de investigadores do Atlântica – Instituto Universitário, em Oeiras, este projeto promove a circularidade e impede que aproximadamente 85% dos óleos e gorduras alimentares presentes na água cheguem aos rios e ao mar. Ao recorrer a um filtro, feito de celulose e argila – materiais naturais e biodegradáveis – faz-se essa filtragem através de nanopartículas.

“Uma quantidade muito reduzida (estimada em 15 a 20%) de óleos e gorduras são retidos atualmente nas Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) e são eliminados sem qualquer tipo de valorização. Um litro de óleo contamina um milhão de litros de água, tantos quantos precisaríamos para viver até aos 40 anos”, explicam os investigadores.

A SmarText alia ainda um baixo custo de produção à valorização de recursos, já que a gordura captada da água pode ser vendida à indústria dos biocombustíveis. O projeto conta agora com parceiros como a Águas de Portugal e a Prio.

Relativamente às outras duas ideias vencedoras, destacam-se um software que recorre à Inteligência Artificial para ligar o setor aeronáutico em Blockchain e que promete patrocinar a primeira transferência entre aeronaves no mundo (EARHART), e um jogo que pretende devolver a motivação ao ensino. Os projetos ganharam acesso a um programa de aceleração em Ciência e Tecnologia com a duração de 3 meses, com o objetivo de capacitá-los de forma a poderem acelerar o processo de transferência de conhecimento em produtos ou serviços para o mercado.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...