com o apoio
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

Qual é o verdadeiro impacto da poluição do ar na Europa?

A poluição do ar é um perigo silencioso à qual estamos expostos no nosso dia a dia, especialmente nas grandes cidades. Em 2016, morreram na Europa cerca de 470 mil pessoas devido à má qualidade do ar, aponta um novo estudo.

O artigo do Instituto de Saúde Global de Barcelona (ISGlobal), afirma que cumprir os limites de emissões de partículas inaláveis (PM 2.5) e dióxido de azoto (NO2) impostos pela Organização Mundial de Saúde (OMS) pode ajudar a prevenir 52 mil mortes por ano; Um total de 51.213 mortes prematuras por PM 2.5 e 900 mortes prematuras por NO2.

Como indicam, a OMS recomenda que os limites sejam de 10μg/m3 de PM 2.5 e 40ug/m3 de NO2. Com base nestes níveis, a equipa analisou a temática no ano de 2015 em 1000 cidades europeias.

As cidades com maior mortalidade derivada da poluição de PM 2.5 eram do Norte de Itália, no Vale do Pó, do Sul da Polónia e da República Checa. Relativamente à mortalidade por NO2, distinguem seis cidades com um grande nível de emissões, nomeadamente Madrid, Antuérpia, Turim, Paris, Milão e Barcelona.

As cidades que se destacaram pela positiva, com menos mortalidade devido a este risco, foram Tromsø (Noruega), Umeå (Suécia), Oulu (Finlândia) e Reykjavik (Islândia).

Os especialistas chegaram também à conclusão de que 84% da população mundial foi exposta a concentrações de acima dos valores limite de PM 2.5, e 9% a concentrações de NO2.

© 2020 Sasha Khomenko, Marta Cirach, Evelise Pereira-Barboza, Natalie Mueller, Jose Barrera-Gómez, David Rojas-Rueda, Kees de Hoogh, Gerard Hoek, Mark Nieuwenhuijsen. Published by Elsevier Ltd.
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...