Que objectos podemos depositar no ecoponto amarelo? (com lista)

A evolução comportamental dos portugueses em relação à reciclagem tem sido impressionante, mas há sempre espaço para melhorar. Só no primeiro semestre de 2014, a Sociedade Ponto Verde (SPV) encaminhou cerca de 181.890 toneladas de resíduos de embalagens provenientes do fluxo urbano para reciclagem, um valor que reflecte um crescimento homólogo de 8% na reciclagem feita pelos portugueses.

De todos os resíduos de embalagem encaminhados pela SPV, o plástico foi o material que mais se destacou, com a reciclagem a aumentar 25% em termos homólogos. A madeira foi o segundo material cuja percentagem de reciclagem mais aumentou, com 20%, seguida pelo papel e cartão, com 12%.

“A reciclagem de embalagens é fundamental para aproveitar as oportunidades geradas pela economia circular. O circuito de reciclagem multimaterial representa €71 milhões de impacto anual directo no PIB. É imprescindível que este sector continue a contribuir para a economia, o ambiente e a sociedade”, referiu então o director-geral da SPV, Luís Veiga Martins.

Enquanto os números anuais não são publicados, saiba como pode contribuir para que as taxas de reciclagem portuguesas se aproximem cada vez mais das do Norte da Europa. Neste primeiro artigo de uma série de abordagens ao tema, vamos esclarecer o que pode e não pode depositar no ecoponto amarelo. Veja a lista pormenorizada, que pode também consultar no site da Sociedade Ponto Verde.

 

ECOPONTO AMARELO (PLÁSTICO E METAL)

 

DEPOSITAR

Sacos

Frascos de champô

Detergentes

Garrafas de água

Esferovite

Embalagens de iogurte

Embalagens de leite

Embalagens de sumo

Embalagens de vinho

Latas de salsichas

Latas de conservas

Tabuleiros de alumínio e aerossóis

Bisnagas de mostarda e ketchup

Bandeja descartável

Anilhas das latas de bebidas

Bico de um frasco

Caixa para ovos

Capa de alumínio (ex: garrafa de champagne)

Caixa transparente descartável

Caricas

Chave para abrir latas de sardinhas

Chávena descartável

Cintas (por ex. das paletes de pacotes de leite)

Copo medida de detergente

Dispensador de lenços

Embalagem de bolos

Dispensador de edulcorante

Dispensador de sabonete líquido

Embalagem de produtos promocionais

Embalagens de manteiga e margarinas

Garrafa de óleos alimentares

Garrafa de vinagre

Garrafão de água

Garrafa de lixívia

Lata de leite condensado

Lata de fruta em calda

Lata de leite em pó

Pacote de natas

Pacote de polpa de tomate

Peça no gargalo de garrafas

Prato descartável

Saco de cozer arroz

Saco de congelados

Sacos de comida para animais

Sacos do lixo

Sacos de ráfia

Tampas metálicas de champagne

Tampas de plástico

Vaso de plantas de plástico

 

NÃO DEPOSITAR

Baldes (Indiferenciado)

Cassetes de vídeo (Indiferenciado)

Canetas (Indiferenciado)

CD (Indiferenciado)

DVD (Indiferenciado)

Rolhas de cortiça (Existe a  recolha de rolhas através do canal Horeca. Para mais informação consulte o site da Quercus)

Talheres de plástico (Indiferenciado)

Electrodomésticos (Os grandes vão para o Ecocentro, os pequenos pode ser colocados em lojas da especialidade, como a Worten)

Pilhas e baterias (A Ecopilhas é a entidade gestora. Pode entregar as baterias em lojas e supermercados e as pilhas nos pilhões junto aos ecopontos de rua)

Tachos e panelas (Indiferenciado)

Ferramentas (Indiferenciado)

Talheres de metal (Indiferenciado)

 

Este artigo faz parte de uma série de reportagens informativas sobre a educação para a reciclagem. Saiba tudo sobre o que pode e não pode reciclar no site da Sociedade Ponto Verde e, caso tenha dúvidas sobre algum produto ou objecto específico, envie-nos um email para info@greensavers.sapo.pt.

 

Foto: Gerardofegan / Creative Commons

Artigos recomendados