Rã-de-unhas-africana: o seu apetite voraz ameaça as ribeiras portuguesas

Xenopus laevis, vulgarmente designada de rã-de-unhas-africana, é um anfíbio alóctone (não natural de Portugal) cuja ocorrência em ribeiras portuguesas, sobretudo no concelho de Oeiras, foi denunciada em 2006 e em 2008, respetivamente. Para além de uma elevada capacidade reprodutiva e de dispersão, é uma espécie predadora de larvas e de adultos de outras espécies de anfíbios e também de peixes.

A sua alimentação voraz não é a única ameaça à diversidade biológica, estando referida a existência de uma forte relação entre o comércio internacional da espécie e o declínio de populações de outras espécies de anfíbios devido à dispersão de Chitridiomicoses (fungo de que é portadora e que provoca uma doença fatal a outros anfíbios).

Esta espécie da África do Sul chegou a várias zonas do mundo, onde é uma exótica invasora que tem dizimado os anfíbios nativos. Como fora de África não ocorrem os predadores desta rã, como o peixe-gato, esta tem grande facilidade em reproduzir-se – especialmente em climas mediterrânicos, semelhantes ao país de origem.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...