Sabia que o maior organismo individual da Terra está a morrer?



No oeste dos Estados Unidos habita um organismo gigante único, composto por árvores de álamo, que fornece todo um ecossistema do qual as plantas e os animais dependem há milhares de anos. Alguns cientistas consideram-no o maior e mais pesado organismo vivo do Planeta. Situado perto do lago Fish, em Utah, nos Estados Unidos. Estima-se que tenha 14 mil anos, e uma área de 43 hectares (o equivalente a 43 campos de futebol). “Na realidade, todas as árvores são apenas uma”, explica Paulo Rogers, geólogo e professor do Departamento de Ecologia da Universidade de Utah, à BBC.

Segundo este especialista, o Pando (latim para “Eu me espalhei”) parou de crescer e a sua dimensão terá diminuído “significativamente” nos últimos 40 anos. “Normalmente, os álamos vivem entre 100 e 130 anos. O problema é que eles estão a morrer sem que uma nova geração de árvores surja”.

“É como se fosse uma cidade de 47 mil habitantes e todos tivessem 85 anos”, diz Rogers à BBC. De acordo com a investigação, a principal causa deste declínio é que a área concentrou um grande número de veados e vacas que comem as sementes antes que elas consigam crescer. “Devemos começar a reduzir o número de animais que comem as árvores”, diz Rogers. “Se o bosque morrer, todas as espécies que dependem dele vão desaparecer também.”

Para Rogers, a solução para Pando seria aumentar as cercas que protegem algumas áreas do bosque, bem como trabalhar com os agricultores para ajudar a remover as vacas da área florestal e até mesmo sacrificar alguns dos veados. “À primeira vista, é um simples bosque, mas compreender Pando é fundamental para aprendermos a viver no nosso Planeta”.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.