Sapadores Florestais do Parque das Serras do Porto ativos no início de 2021

A futura Brigada de Sapadores Florestais do Parque das Serras do Porto deverá estar no terreno no início de 2021, disse hoje à Lusa o presidente daquela associação que envolve os concelhos de Paredes, Valongo e Gondomar.

Em declarações à margem do anúncio da empreitada de implementação da rede de percursos pedestres, que deverá estar concluído em seis meses, num investimento de 230 mil euros e que terá uma extensão de 259,2 quilómetros, Alexandre Almeida fez o ponto da situação daquela valência.

Inicialmente suscitada no âmbito da Área Metropolitana do Porto, o também autarca de Paredes deu conta de “dificuldades de operacionalização”, justificando-o pelo facto “tratar-se de uma área muito heterogénea e haver municípios que nem serra têm”.

“Optou-se, então, por ter uma brigada de sapadores só para o Parque das Serras, decorrendo conversas com o Governo nesse sentido”, anunciou o presidente da associação, confirmando que a segunda candidatura “foi aprovada”.

A futura brigada, que prevê “esteja no terreno no início de 2021, será formada por 17 elementos e ficará instalada numa antiga escola em Aguiar de Sousa, em Paredes, no local mais central dos três municípios”, divulgou Alexandre Almeida.

“Estou convicto de que no início do próximo ano irá avançar, mas em nome do Parque das Serras do Porto”, sustentou.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...