Shell vai investir 266 milhões de euros em iniciativas ambientais

A petrolífera anglo-holandesa, Shell anunciou uma nova campanha ambiental como estratégia para combater as alterações climáticas.

A empresa vai investir 300 milhões de dólares (266 milhões de euros) no próximos três anos em iniciativas como plantar 5 milhões de árvores na Holanda e em Espanha, apoiar a regeneração florestal na Austrália e possivelmente ajudar a financiar na conservação na Malásia.

A empresa também revelou novos investimentos em estações de carregamento de baterias de veículos elétricos e um programa de combustível para ajudar os motoristas a compensar a poluição de carbono dos seus tubos de escape.

Os investimentos em ecossistemas fazem parte do plano da Shell de reduzir a sua pegada de carbono líquida em 2% a 3% nos próximos três anos. Ao sustentar florestas, que absorvem dióxido de carbono, a Shell pretende compensar o CO2 emitido quando os seus clientes queimam os produtos petrolíferos e o gás natural que produz – e que ainda representam a grande maioria de sua receita.

Nos Países Baixos, a Shell está em parceria com o serviço florestal holandês Staatsbosbeheer para plantar mais de 5 milhões de árvores ao longo de 12 anos. Para além disso, planeia instalar mais de 200 postos de carga rápida para veículos elétricos em postos de gasolina. No norte da Espanha, vai trabalhar com a Land Life Co. num projeto de reflorestação de 300 hectares, com o objetivo de plantar 300 mil árvores até o final do ano.

A Shell também estabeleceu um projeto de regeneração florestal de 800 hectares em Queensland, na Austrália, e está a estudar conjuntamente os projetos com o governo do estado de Sarawak, na Malásia.

“O nosso foco em ecossistemas naturais é um passo que estamos a dar hoje para apoiar a transição para um futuro de baixo carbono”, disse o CEO da Shell, Ben van Beurden, em comunicado. “Isso vem em adição aos nossos esforços atuais, desde reduzir a intensidade de carbono das operações de petróleo e gás até investimentos em fontes renováveis ​​de energia.”

A Shell está atualmente a a investir numa série de novos negócios, incluindo sistemas domésticos de armazenamento de baterias e infraestruturas de carregamentos de veículos elétricos, à medida que procura facilitar uma transição para energias limpas.