Tem 10 cadernos usados em casa? Troque-os por um reutilizável e “infinito”

A Infinitebook – empresa responsável pela criação do caderno reutilizável e “infinito” – quer alertar o consumidor para o desperdício de papel. O projeto #InfiniteChange, lançado hoje pela marca, prevê a troca gratuita de 3000 cadernos usados por 300 Infinitebook. A campanha, que será feita em roadshow, vai ainda contribuir para a reflorestação, plantando uma árvore por cada caderno reutilizável oferecido.

O ano letivo começou há umas semanas e o impacto da compra de manuais escolares já foi contabilizado. Segundo o Ministério da Educação, a taxa de reutilização de livros nos últimos anos ultrapassava já os 50%, um dado importante do ponto de vista ambiental e que sofreu um revés com a decisão da Assembleia da República de impedir a reutilização de manuais escolares no ano letivo 2020/2021.

Os números, estimados pela Associação Zero, revelam que, só para a produção dos novos livros escolares, foram necessárias 92.500 árvores – que correspondem a uma área de cerca de 92 hectares e resultam na emissão de 1500 toneladas de CO2 – e 130 milhões de litros de água.

Já no que diz respeito aos cadernos escolares, a Infinitebook estima que, só no ano letivo 2018/2019, os alunos do ensino obrigatório, em Portugal, gastaram cerca de 7 biliões de folhas da papel, só em cadernos escolares – o que corresponde ao abate de cerca de um milhão de árvores.

Mas se 2020 trouxe um retrocesso na reutilização de manuais escolares, a Infinitebook quer reverter a tendência no que diz respeito aos cadernos, com a Infinitechange, uma campanha inovadora que prevê a oferta de um Infinitebook por cada 10 cadernos usados.

Os interessados, residentes em Portugal Continental, terão apenas de possuir 10 cadernos usados e inscreverem-se neste website (apenas será aceite uma inscrição por pessoa). A 3 de novembro, será feita uma seleção aleatória dos participantes inscritos, através de um software. O Infinitebook – o famoso whiteboard portátil reutilizável – será entregue em mãos pela própria empresa, juntamente com uma caneta, num ecoroadshow nacional que irá, ao mesmo tempo, recolher os 3000 cadernos para reciclagem. Esta viagem, de norte a sul do país, será feita num Tesla – um carro 100% elétrico -, através de uma parceria com a Watts on Wheels.

Mas a campanha não termina aqui. A 10 de novembro, a marca pretende ainda plantar 300 árvores, uma por cada Infinitebook entregue.

“Se pensarmos nos três R’s, a reciclagem acaba por ser o último recurso, depois da redução e da reutilização. Com esta campanha aspiramos incutir nas pessoas a urgência de sair do estigma do bloco de notas, dos cadernos usados a metade e perdidos lá por casa e de reutilizar os recursos que são escassos.

Acredito que podemos mudar hábitos e manter o nosso conforto. Não precisamos de ser radicais, mas temos de ter a noção de que todas as pequenas mudanças, em escala, têm um impacto enorme. Desde utilizar um saco de pano para o pão, usar garrafas reutilizáveis, utilizar a água fria do banho para regar plantas, ter algum cuidado em escolher produtos mais amigos do ambiente. São tudo coisas de fácil implementação e que, a longo prazo e em escala, têm impacto. Temos o grande poder de conseguir mudar o mundo”, explica Pedro Lopes, CEO da Infinitebook.

Desde a criação do caderno reutilizável, a empresa já conseguiu evitar a produção de 77 toneladas de papel e o consumo de 47 milhões litros de água (o equivalente a 17 piscinas olímpicas), bem como salvar mais de 1540 árvores, uma estimativa daquilo que seria utilizado na produção de cadernos não reutilizáveis.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...