Tem por hábito beber café? Saiba que este pode ser benéfico para o cérebro



Se tem por hábito beber café e não passa um dia sem beber pelo menos uma chávena, saiba que este costume não é assim tão mau – pode ter benefícios para a sua saúde a longo prazo.

Uma equipa de investigadores da Universidade Edith Cowan, na Austrália, estudou o impacto da ingestão de café no declínio cognitivo em mais de 200 pessoas ao longo de dez anos. Os resultados revelam que beber café pode reduzir o risco de desenvolver Alzheimer. As vantagens passam sobretudo pelo bom desempenho das funções executivas, onde se insere a atenção, o raciocínio e o planeamento, bem como pela redução da proteína amilóide no cérebro, que é identificada como potenciadora da doença.

“Descobrimos que os participantes sem problemas de memória e com maior consumo de café no início do estudo tinham menor risco de transição para Défice Cognitivo Ligeiro (DCL)- que geralmente precede a doença de Alzheimer – ou de desenvolver a doença de Alzheimer ao longo do estudo”, explica a autora Samantha Gardener.

Embora a quantidade de café a consumir não tenha sido definida pelo grupo, os especialistas indicam que o consumo diário de duas chávenas ajuda a reduzir o declínio cognitivo em 8% e a presença de amilóide no cérebro em 5%, no espaço de um ano e meio.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.