The Ocean Race: único barco português participante promove campanha #StopClimateChange

A Fundação Mirpuri apresentou na passada sexta-feira, na Marina de Cascais, o único barco com bandeira portuguesa que irá participar na próxima e renovada edição The Ocean Race 2021-22, a mais antiga e prestigiada regata do mundo, numa cerimónia que contou com o Secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo.

O evento contou ainda com a presença do Presidente do Clube Naval de Cascais, Gonçalo Esteves, da Vereadora da Câmara Municipal de Cascais, para as áreas da Qualificação Ambiental, Alterações Climáticas, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, Cidadania e Participação, Joana Balsemão, do Presidente da The Ocean Race, Richard Brisius e do Team Manager da equipa que venceu a última edição da regata em 2017-18, e atual special advisor da equipa que representará a Fundação Mirpuri, Bruno Dubois.

A equipa portuguesa que representará a Fundação Mirpuri ‘batizou’ o seu barco de regata Ocean Vo65 com a designação ‘Racing for the Planet’, na presença de mais de 200 convidados, entre os quais algumas personalidades internacionais de renome do mundo das competições náuticas.

A equipa promete não só competitividade e uma ativa luta pelo troféu, como se assume uma defensora da luta contra as alterações climáticas, pela sustentabilidade e pelos valores da Fundação, dando voz à campanha Racing for The Planet #StopClimateChange.

Nos últimos anos, temos vindo a assistir a condições climáticas extremas e ao aumento do nível do mar, com impacto para milhões de pessoas em todo o mundo. Sabemos que, se não agirmos rapidamente, a temperatura da superfície do planeta poderá subir três graus, provocando destruição e sofrimento ainda não quantificáveis, às populações e animais na Terra.

É com essa premissa que a Fundação Mirpuri participa na The Ocean Race, pela segunda vez consecutiva, com uma equipa que irá agora “navegar pelo Planeta”, continuando a integrar importantes iniciativas de sustentabilidade.

Recorde-se que a Fundação Mirpuri se tornou no principal parceiro de sustentabilidade da regata, bem como parceiro fundador do barco Turn the Tide on Plastic, na edição 2017-18. A campanha incidiu na luta contra os plásticos dos oceanos, assumindo um papel no inovador Programa de Sustentabilidade, desencadeando um movimento global contra a poluição do plástico, de forma a restaurar a saúde oceânica.

O Presidente da Fundação Mirpuri Paulo Mirpuri, referiu: “A nossa campanha baseia-se em evidências ciências e chamará a atenção, em termos simples, para aquilo que as melhores e mais conceituadas universidades e cientistas de pesquisa de todo o mundo, nos alertam há décadas”. E acrescenta: “Como este é um problema global, que não reconhece fronteiras internacionais, é necessária uma abordagem global ao problema”.

Para o Presidente da Fundação “Nos 30 meses seguintes à última edição da The Ocean Race, desde que a Fundação Mirpuri transmitiu a sua mensagem, a situação dos oceanos tem aparecido diariamente nos Media de todo o mundo. Como resultado, os governos estão a legislar, as empresas têm apoiado iniciativas contra a utilização do plástico. Ficamos muito felizes com isso, mas também aprendemos muito. Agora estamos de volta, desta vez, numa ‘Corrida pelo Planeta’, “Por um mundo melhor”, um mundo em que o respeito à vida selvagem e aos ecossistemas marinhos é mais importante do que os negócios. Mais importante que a política”.

A equipa “Racing for the Planet” irá competir na classe VO 65, projetada e construída para ser uma máquina de corrida competitiva e de alto desempenho. A introdução do One Design VO65 revolucionou a corrida na última edição, atingindo velocidades recordes, tendo a margem de vitória para a equipa vencedora ter sido de apenas de 16 minutos após 126 dias de regata. O evento de 2021 marcará a terceira volta ao planeta para a robusta frota VO65.

No final da apresentação, o Secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo fez um reconhecimento em nome do Governo “à importância para todos nós e para o nosso país podermos contar com uma embarcação, uma equipa, numa das mais exigentes, mais competitivas competições de vela, do nosso Planeta”, acrescentando que “evidentemente há aqui um reconhecimento e um agradecimento muito elevado que tem que ser feito à Fundação Mirpuri, por isto poder acontecer.”

A Fundação Mirpuri juntou-se à Regata em 2017-18 como Principal Parceiro de Sustentabilidade, bem como Parceiro Fundador da equipa Turn the Tide on Plastic Boat e Racing Team.

Este foi um projeto bem-sucedido, tendo a campanha incidido sobre a promoção de valores de sustentabilidade dentro e fora da água. E, em particular, sobre o problema muito sério das grandes quantidades de plástico que acabam nos nossos oceanos todos os dias. A campanha desencadeou um movimento global contra a poluição do plástico para restaurar a saúde dos oceanos, tendo sobrevivido além da corrida.

A equipa Turn the Tide on Plastic levou a mensagem Clean Seas de forma clara e simples, agindo contra a poluição descartável do plástico nos oceanos. A Regata que percorre todo o mundo, é uma das competições internacionais mais desafiadoras, e o compromisso adicional de a tornar na corrida mais sustentável de sempre, é algo inovador.

Ao longo do caminho, foi combatido o uso de plástico nas aldeias de corrida (12 cidades em seis continentes), foram elaborados programas educacionais e organizadas inovadoras pesquisas científicas em algumas das águas mais remotas do mundo.

Ao trabalhar em parceria com as Nações Unidas, o objetivo da Fundação era ampliar a campanha Clean Seas, com o objetivo de mudar a maré tóxica de poluição dos plásticos marinhos.

E a Fundação viu os seus esforços valerem a pena. A pegada plástica da corrida foi estimada em 21,3 toneladas, com 17,7 toneladas recuperadas, incluindo 2,6 toneladas de plásticos macios. Os pontos de recarga de água significaram que cerca de 388.000 garrafas de plástico descartáveis não foram utilizadas e cerca de 20.000 pessoas inscreveram-se no compromisso Clean Seas da ONU.

Foram 8 meses de corrida, percorridas 45.000 milhas náuticas à volta do mundo, com 12 escalas-chave, em 6 continentes.

THE OCEAN RACE

A The Ocean Race é a competição mais longa e mais exigente do mundo, com uma plataforma de comunicação capaz de alcançar centenas de milhões de pessoas. A Fundação Mirpuri acredita que, se for capaz de inspirar outras pessoas, e essas pessoas inspirarem outras, e se milhões de pessoas, individualmente, estiverem conscientes da direção que devemos seguir e do que precisamos de fazer para mudarmos o curso dos problemas que afetam os nossos oceanos, a ação que desencadeia poderá ter um impacto muito grande.