Tribo indiana impede projecto de prospecção mineira de empresa britânica

O Governo indiano impediu recentemente os planos de uma empresa britânica para explorar um minério de bauxite na região de Orissa. A decisão foi tomada depois de o Supremo Tribunal da Índia ter exigido que os Dongria Kondh, uma tribo local, fossem consultados, naquele que foi o primeiro referendo ambiental do país.

As 12 aldeias desta tribo rejeitaram em unanimidade os planos da Vedanta Resources para iniciar um minério nas montanhas de Niyamgiri, um local que é considerado sagrado para esta tribo. A decisão final cabia ao Ministério do Ambiente e Florestas da Índia, que este sábado comunicou que ira rejeitar os planos da empresa britânica para explorar bauxite naquela região.

A Vedanta Resources pretendia ainda, a par do minério, construir uma refinaria na base das montanhas de Niyamgiri, um projecto que estava orçamentado em €585,4 milhões (R$ 1.881,8 mil milhões), refere em comunicado a Survival International, uma organização não-governamental que se dedica ao apoio aos povos indígenas.

“A derrota terá repercussões globais para as empresas que têm a intenção de explorar as terras dos povos indígenas e deve servir de lição que o consentimento prévio das comunidades tribais deve ser procurado”, lê-se no comunicado.

Esta ONG conduziu uma vasta campanha de apoio aos Dongria Kondh contra a Vedanta Resources e fez com que celebridades, como os actores Michael Palin e Joanna Lumley, se juntassem à causa. “Esta é uma verdadeira tribo Avatar”, indicou a Survival International ao comprar a luta desta tribo indiana a um blockbuster de Hollywood.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...