Turbina que aproveita correntes oceânicas

As correntes oceânicas contêm uma quantidade massiva de energia sob as ondas. Porém, uma empresa norte-americana, a Crowd Energy, está a desenvolver uma turbina energética oceânica que permite colher e armazenar esta energia criada pelas correntes marinhas.

A turbina é de baixa velocidade, possui um gerador de que assenta na superfície do fundo do mar e utiliza a energia das correntes para gerar energia eléctrica. De acordo com o Bureau of Ocean Energy Management, seria apenas necessário um milésimo do potencial energético da Corrente do Golfo, no oceano Atlântico, para fornecer 35% da energia que o estado da Florida necessita. Tendo em conta todas as grandes correntes oceânicas, verifica-se que esta fonte energética é de grande potencial e poderia ser utilizada para fornecer electricidade a grande parte do mundo.

A Crowd Energy é uma empresa familiar, de dois irmãos – Todd e Phillip Janca – que querem desenvolver esta tecnologia renovável. O projecto foi iniciado há oito anos e está agora em processo de angariação de fundos, através da Kickstarter, para que seja possível passar à fase de testes seguinte.

A turbina oceânica consiste num eixo vertical com três pás que incorporam ainda lâminas móveis. À medida que a corrente começa a empurrar as pás, as lâminas invertem de posição e fecham, oferecendo mais área de resistência à corrente. Posteriormente, assim que o eixo vertical gira a uma velocidade consistente, as lâminas abrem, oferecendo menos resistência.

O equipamento foi desenvolvido para suportar as duras condições do ambiente marinho, minimizando ao mesmo tempo o impacto na vida aquática. Uma vez que é uma turbina de baixa velocidade, o seu movimento e o efeito produzido assemelha-se ao movimento natatório dos peixes e não constitui perigo de vida para os animais marinhos, refere o Inhabitat.

Deixar uma resposta