Um quinto dos países do mundo tem os ecossistemas em risco de colapso

A Swiss Re Institute lançou um novo relatório com base no seu Índice BES (Biodiversity and Ecosystem Services), no qual avalia a nível global países com base em dez categorias. Destacam-se, entre elas, a qualidade da água, a fertilidade do solo, a polinização e a regulação da qualidade do ar e do clima local.

O relatório aponta que um quinto dos países do mundo estão em risco de colapso dos ecosssistemas devido à perda de biodiversidade. A África do Sul, Índia, Austrália e Israel são alguns dos países com maior risco relativamente à biodiversidade.

A Swiss Re refere a importância que o BES tem para os países, sendo que 55% do PIB mundial depende do seu funcionamento. Grande parte das nações dependem da biodiversidade para o bom funcionamento da economia através de diferentes serviços, como é o caso da Nigéria, do Brasil e do Peru.

O objetivo deste índice é que as empresas e os governos optem por decisões económicas mais conscientes relativamente à biodiversidade e aos ecossistemas.

Christian Mumenthaler, CEO do Grupo Swiss Re, afirma em comunicado “Há uma necessidade clara de avaliar o estado dos ecossistemas para que a comunidade global possa minimizar ainda mais o impacto negativo nas economias em todo o mundo. Este trabalho importante fornece uma base de dados para compreender os riscos económicos da deterioração da biodiversidade e dos ecossistemas.”

Swiss Re
Swiss Re Institute

 

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...