“Uma Árvore pela Floresta” está de regresso para mais uma temporada



Está de regresso a campanha “Uma Árvore pela Floresta”, uma iniciativa que resulta de uma parceria entre os CTT e a Quercus, em prol da reflorestação das áreas mais afetadas pelos incêndios em Portugal. Ao longo dos anos, esta tem permitido a toda a população participar ativamente na plantação de espécies autóctones em Áreas Protegidas e Zonas Classificadas do país, tendo sido já plantadas 110 mil árvores.

A 9ª edição da campanha conta com três embaixadores, o músico Paulo Furtado, mais conhecido por The Legendary Tigerman, a apresentadora de televisão Joana Teles e a atriz e ativista Sandra Cóias, mas também com um kit para plantar uma nova árvore, o Loureiro. A Laurus nobilis é uma espécie que pode viver até aos 100 anos e atingir os 20 metros de altura, ocorrendo a sua distribuição principalmente nas regiões atlânticas, do Minho à Costa Vicentina.

Cada kit “Uma Árvore pela Floresta” pode ser adquirido por 4 euros nas Lojas CTT e no site, com portes grátis para todo o território nacional. O QR Code do kit apresenta um código com uma mensagem sonora, com notícias e instruções para o registo do kit no site. Este registo permite que os participantes recebam informação sobre as plantações, as espécies autóctones utilizadas, a zona do país onde a árvore vai ser plantada e ainda um convite para integrarem as plantações. As plantações serão abertas à participação ativa de todos os voluntários que se registarem no site da campanha ou através do email – voluntários@quercus.pt.

Os kits vendidos são convertidos em 30 espécies diferentes de árvores e arbustos de espécies autóctones, como por exemplo o freixo (Fraxinus angustifolia), o sobreiro (Quercus suber), a azinheira (Quercus rotundifolia), o medronheiro (Arbutus unedo) e o pinheiro-bravo (Pinus pinaster), de entre as espécies a plantar até à primavera do próximo ano. Na última ação, que decorreu em fevereiro na Mata Nacional da Machada, no Barreiro, foram plantadas 7.000 árvores.

“No contexto da nova Estratégia Europeia para a Biodiversidade, com o lema muito oportuno ‘Trazer a natureza de volta à nossa vida’, e em plena Década das Nações Unidas para a Recuperação dos Ecossistemas 2021–2030 impõe-se, acima de tudo, inverter o ciclo de perturbação e destruição da Natureza e refletir sobre a implementação de soluções que recriem o nosso bosque natural”, defende Alexandra Azevedo, presidente da Quercus. “O trabalho em rede para uma regeneração efetiva da nossa Floresta é fundamental pelo que, neste sentido, o projeto “Uma Árvore pela Floresta” é também um convite à ação. Todo o processo de mudança representa um desafio, mas a cooperação entre os vários setores da nossa sociedade facilitará uma transição benéfica para todos.

João Bento, CEO dos CTT, afirma: “Numa altura em que, infelizmente, voltamos a assistir ao drama dos incêndios – e consequentemente a um debate cada vez mais acesso no que toca às alterações climáticas –, o projeto ‘Uma Árvore pela Floresta’ assume especial relevância: ajuda à consciencialização e contribui ativamente para um futuro melhor. É com muita satisfação que temos constatado a forte adesão dos portugueses a esta iniciativa e, este ano, voltamos a apelar à participação de todos. As escolhas de hoje são o futuro do amanhã e está ao alcance de cada um de nós fazer a diferença”.

 



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.