Vai passear junto à costa? Porque não contar as aves que observa?



Se é dos que não perde um bom passeio junto ao mar, e é um Observador Experiente, propomos-lhe um desafio: porque não juntar-se à SPEA, e contribuir para o Projeto Arenaria – Monitorização da Distribuição e Abundância de Aves nas Praias e Costas de Portugal?

O convite é feito aos portugueses de todo o país – Continente e Ilhas – e consiste em identificar as aves costeiras que passam por cá o inverno. Poderá encontrar espécies como a Gaivota-de-patas-amarelas (Larus michahellis), a Gaivota-d’asa-escura (Larus fuscus), o Pilrito-das-praias (Calidris alba), Borrelho-grande-de-coleira (Charadrius hiaticula) e o Borrelho-de-coleira-interrompida (Charadrius alexandrinus).

Para participar, deverá entrar em contacto com o organizador da sua região e combinar o local onde fará a contagem. Como explica a SPEA, o objetivo é fazer “um percurso a pé, ao longo da costa, numa quadrícula de 5x5km, contando as aves costeiras que estiverem presentes. Deverá realizar este percurso entre as 3 horas antes da baixa-mar e as 3 horas depois da baixa-mar.”

A atividade de voluntariado tem uma duração completa de seis horas, e está a decorrer até ao dia 31 de janeiro de 2022. Ao participar, estará não só a contribuir para o censo nacional das aves costeiras, como para a conservação das espécies e dos ecossistemas.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.