Vem aí o dia da família. Porque não apadrinhar um animal?



No domingo, dia 15 de maio, celebra-se o Dia da Família, e o Jardim Zoológico de Lisboa decidiu desafiar os visitantes a juntar um novo membro ao seu agregado familiar.

O apadrinhamento reverte para o Fundo de Conservação do Jardim Zoológico, através do qual o Zoo apoia diferentes projetos, como a conservação de leopardos nas montanhas do Cáucaso, a defesa do dragão-de-komodo nas florestas da Indonésia, ou a luta pela conservação de gorilas, chimpanzés e okapis, nas florestas tropicais húmidas da África Central.

Para apadrinhar basta escolher um animal, desde aves a anfíbios, mamíferos e répteis, para ser seu afilhado durante o período de 1 ano. Deve depois optar por uma das quatro categorias S, M, L, XL​ – que varia consoante o preço – e preencher um formulário​. No fim, o padrinho recebe um kit composto por um cartão, um diploma, um bilhete para visitar o Zoo, entre vários descontos, e consoante a sua categoria pode ainda receber outras ofertas como uma mochila ou um peluche. Além disso, o seu nome fica a constar no mural dos padrinhos, que será atualizado no próximo mês de junho.

Até domingo pode usufruir do desconto de 10 euros no apadrinhamento individual, ajudando na manutenção da instalação do afilhado e apoiando ativamente a conservação da espécie no seu habitat natural.

Para as famílias que pretendem visitar o espaço, o Zoo planeou várias “Animal Talk”, nas quais vai dar a conhecer diversas curiosidades sobre o Reino Animal. Nos dias 14 e 15 de maio, das 10h às 12h e das 14h às 16h, os educadores ambientais vão circular pelo Jardim Zoológico e partilhar com o público as mais interessantes informações sobre as espécies e mostrar elementos como penas de aves, escamas, dentes e ovos de serpente, entre outros materiais.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.