Vice da Câmara de Lisboa impressionado com jardins e vida de rua de Xangai

O vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Manuel Salgado, explicou à agência Lusa que ficou “impressionado com a profunda e rápida transformação” de Xangai, na China, especialmente na atenção que os planeadores urbanos dedicaram aos jardins e à vida nas ruas.

“[Trata-se de] uma primeira impressão, [mas estou agradado] com a qualidade dos espaços verdes. Todo o recanto é tratado. São tratados os viadutos com trepadeiras, são tratados os muros e as esquinas das ruas, com muitas flores e plantas, e muita sapiência”, realçou.

“Vê-se que o jardim é qualquer coisa que tem uma enorme importância na China e à qual dedicam grande atenção”, continuou, citado pela Lusa.

Manuel Salgado visitou Xangai – a maior cidade chinesa, com 20 milhões de habitantes – integrado na comitiva do presidente da câmara lisboeta, António Costa, que se deslocou até lá para atrair investimentos chineses para a capital portuguesa e promovê-la como a “porta para a Europa, África e América”.

“É impressionante o ritmo e a pulsação que se sente nesta cidade. Percebe-se que está numa transformação muito profunda e rápida”, explicou Salgado, que parece ter trazido algumas das ideias da metrópole chinesa para a revitalização sustentável de Lisboa.

“Há todo um sistema económico, social e político que está de facto posto em causa ou pelo menos alterado. Nas cidades europeias o tempo é mais lento e deixa ver a forma como as coisas se transformam. Aqui são rupturas totais”, continuou.

Algumas destas rupturas incluem, de acordo com Manuel Salgado, bairros sem o mínimo de habitabilidade ao lado de arranha-céus de última geração e construídos com as mais recentes técnicas de sustentabilidade.

Também a vida de rua foi enaltecida pelo arquitecto, que é o número dois da câmara lisboeta e responsável pelos pelouros de Urbanismo e Planeamento Estratégico.

“A quantidade de pessoas que se vê nas ruas, a passar, a circular, a falar umas com as outras, dentro e fora das lojas [é impressionante]. Há uma densidade e vitalidade incríveis”, continuou.

Xangai, que este ano acolhe a exposição mundial, é considerada a capital económica da China, um país cuja economia cresceu em média 10% ao ano nas últimas três décadas.

A promoção de Lisboa a Xangai decorreu no pavilhão português na Expo 2010. Com o tema “Better City, Better Life” (Melhores cidades, maior qualidade de vida), a Expo 2010 iniciou-se a 1 de Maio e decorre até 31 de Outubro.

A Expo 98, que se realizou em Lisboa, foi desenhada por Manuel Salgado.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...