‘Vice’ da Comissão Maroš Šefčovič quer ‘task force’ do BEI para transição ecológica



O vice-presidente executivo da Comissão Europeia Maroš Šefčovič defendeu ontem que o Banco Europeu de Investimento (BEI) precisa de uma equipa dedicada à exploração de matérias-primas críticas para a transição ecológica.

“Eis a minha proposta: o BEI tem de ter uma estrutura, uma ‘task force’ de materiais críticos, para a facilitação de projetos em toda a cadeia de abastecimento […], para fazer os produtos necessários para a transição ‘verde’, como baterias”, disse Maroš Šefčovič, durante um fórum do BEI, no Luxemburgo.

“Sem eles não há transição ‘verde’”, completou.

O vice-presidente do executivo comunitário alertou que “é um momento crucial para avançar com o debate do futuro” do planeta e o futuro da União Europeia, e disse estar preocupado com a notícia, divulgada hoje, de que durante 12 meses consecutivos o planeta ultrapassou o limite de temperatura tolerável.

Recordando que a Comissão estabeleceu 2040 como o prazo para redução em 90% das emissões, Maroš Šefčovič insistiu na necessidade de haver um “mercado único mais forte” e um “diálogo mais intenso com os Estados-membros”, para que trabalhem em uníssono na concretização da transição ecológica e descarbonização da economia europeia.

Por isso propôs perante os investidores que o escutavam dois conceitos: “uma nova lógica de competitividade ecológica” e uma “indústria de descarbonização”.

O segundo fórum do Banco Europeu de Investimento terminou ontem.





Notícias relacionadas



Comentários
Loading...
viagra before and after photos what to expect when husband takes viagra