Vila alentejana de Monsaraz acolhe 5.ª Conferência Mundial de Enoturismo

“Enoturismo – Um Motor de Desenvolvimento Rural” é o tema da 5.ª Conferência Mundial de Enoturismo, da Organização Mundial de Turismo (OMT), que vai decorrer em Monsaraz, no concelho de Reguengos de Monsaraz, na quinta e na sexta-feira.

O evento é promovido pela OMT, com o apoio do Turismo de Portugal e da Câmara de Reguengos de Monsaraz (Évora), e vai contar com “alguns dos mais conhecidos e reputados especialistas, nacionais e internacionais, em vinhos e enoturismo”, revelou hoje a organização.

Durante dois dias, vai ser abordada “a contribuição do enoturismo para a integração social e económica regional”, assim como o seu “potencial para gerar oportunidades de desenvolvimento em destinos rurais remotos”.

A época atual é recheada de “desafios sem precedentes que nos obrigam a todos a adaptar e repensar a contribuição chave do turismo para o desenvolvimento rural”, realçou a OMT, em comunicado.

Por isso, “é essencial debater e encontrar soluções concretas para fazer do turismo um instrumento fundamental para destinos e comunidades rurais mais sustentáveis, inclusivos e resilientes”, acrescentou.

A conferência, que decorre em formato híbrido, ou seja, com oradores presentes em Monsaraz e outros a participarem por via digital, inclui ‘workshops’ sobre diferentes tópicos.

De acordo com o programa enviado à agência Lusa, a cerimónia de abertura da conferência, às 10:00 de quinta-feira, vai ter as participações do ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Susa Vieira, e do presidente da OMT, Zurab Pololikashvili.

O diretor-geral da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), Pau Roca, o presidente da Turismo do Alentejo, Vítor Silva, e o presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz, José Calixto, também intervêm na mesma sessão.

Também em comunicado, a câmara municipal revelou hoje que esta iniciativa dedicada ao enoturismo já tem inscritos “200 participantes presenciais e 600 ‘online’, de cerca de 70 países”.

A apresentação do livro “The Wine Routes of the World” e a assinatura de dois memorandos, um entre a OMT e a Great Wine Capitals e o outro para a criação do Conselho Estratégico Nacional – Programa de Ação Português para o Enoturismo, são dois dos destaques do primeiro dia.

“Enoturismo e desenvolvimento rural: porquê e como?”, “O futuro é hoje”, “Uma Viagem pelo Enoturismo em Portugal”, “Destino Enoturismo” e “Dados, dados, dados … como entender melhor o enoturismo” são alguns dos debates e palestras agendados para os dois dias.

A cerimónia de encerramento do evento, às 11:45 de sexta-feira, vai contar com a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, e novamente com os presidente da OMT e da Turismo do Alentejo e com o autarca de Reguengos de Monsaraz.

A seguir, decorre ainda a apresentação da 6.ª Conferência Mundial de Enoturismo, que vai decorrer no próximo ano em Itália, por Massimo Garavaglia, ministro do Turismo desse país, e Alberto Cirio, presidente da região italiana de Piemonte.

Provas de vinhos, jantar na Herdade do Esporão e espetáculos musicais também constam do programa da conferência.

Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.