Vindima arranca no Alto Douro de forma muito precoce devido à seca



Na Adega Foz Tua, no concelho de Carrazeda de Ansiães, foi tomada a decisão de iniciar já a vindima para não prejudicar a produção. A principal razão é a seca que o país atravessa e o calor extremo que se fez sentir, tanto no passado mês de julho como neste mês de agosto, que fizeram com que as uvas amadurecessem muito mais rápido do que o habitual e que as videiras começassem a secar.

Os produtores afirmam tratar-se da vindima “mais precoce de sempre”. “Estas são as vindimas mais precoces que já experienciámos. Será, certamente, um ano desafiante, mas acreditamos que será um desafio superado com sucesso, pois estamos a agir preventivamente”.

O principal objetivo de avançar já com a vindima prende-se com a garantia de que, neste momento, as uvas estão bem equilibradas e não há pressão de doença. Os cachos apresentam uma boa relação de peso por bago, o que é um bom indicador, dentro deste quadro atípico. Como refere a equipa, o atual estado das uvas permitirá preservar a frescura, a fruta, a pureza e a acidez natural dos vinhos.

Não será um ano fácil. Mas a garantia é de que, no meio desta adversidade, vamos continuar a unir esforços para manter o padrão de qualidade e o perfil diferenciador dos vinhos Foz Tua”, garantem os produtores.

Na Adega Foz Tua nascem vinhos de caráter singular da região vitivinícola do Alto Douro, vinhos como o Costureiro, Foz Tua ou Dou Tua. Por se localizar na sub-região Cima Corgo do Alto Douro Vinhateiro, a vinha possui características distintas para a produção de vinhos DOC Douro diferenciadores. Pioneira na comercialização de Vinho do Porto, no concelho de Carrazeda de Ansiães, constam ainda do portefólio da marca Vinhos do Porto com mais de 40 anos, nomeadamente, um Tawny e um White, ambos com edição limitada de 1200 unidades.



Notícias relacionadas

loading...

Comentários estão fechados.