com o apoio
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

Volkswagen pretende reduzir 17 toneladas de emissões de CO2 por veículo na Europa 

A marca Volkswagen, presente em mais de 150 mercados em todo o mundo, anuncia na sua primeira Convenção “Way to Zero” algumas das suas metas face ao objetivo final de descarbonizar a empresa e os seus produtos até 2050. Este compromisso tem um investimento de 14 mil milhões de euros até 2025.

O Grupo pretende reduzir 40% das emissões de dióxido de carbono (CO2) por veículo na Europa até 2030 – superando a meta de 30% – o que equivale a cerca de 17 toneladas a menos de emissões.

Além disso, a partir de 2030 todas as suas fábricas a nível mundial, exceto na China, deverão funcionar inteiramente com eletricidade verde.

Para além de acelerar a transição para a e-mobilidade, a produção (incluindo a cadeia de abastecimento) e o funcionamento dos automóveis elétricos deverá ser neutra em carbono. A isto junta-se a reciclagem sistemática das baterias de alta voltagem de veículos elétricos antigos.

De forma a contribuir para esta transição, a Volkswagen vai apoiar a construção de novos parques eólicos e centrais solares em toda a Europa até 2025. É exemplo disso a central solar em Tramm-Göthen no nordeste da Alemanha, que será construída até ao fim deste ano, tendo uma capacidade de 170 milhões de kilowatts/hora por ano.

Ralf Brandstätter, CEO da Volkswagen, afirma “A Volkswagen representa a e-mobilidade sustentável para todos. Partimos para o ‘Way to Zero’ e estamos constantemente a colocar o ambiente no centro de todas as nossas atividades. A nossa grande ofensiva elétrica foi apenas o começo. Estamos a adotar uma abordagem holística da descarbonização: desde a produção, passando pela vida útil, até à reciclagem. E somos o primeiro fabricante de automóveis a apoiar a expansão das energias renováveis a uma escala industrial”.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...