Vulcão Etna entra em erupção pela 13ª vez este ano (com FOTOS)

O vulcão Etna despertou mais uma vez há duas semanas, expelindo lava, cinzas e fumo com um alcance de centenas de metros. Os habitantes locais já haviam sido avisados acerca da iminente erupção, uma vez que o fumo cinzento já estava a ser visto a sair do vulcão há vários dias.

No sábado, a lava começou a ser expelida, dando início a mais uma erupção violenta. É a 13ª vez que o Etna entra em actividade este ano. O aparato desta vez é tal que os moradores pediram ao governo que anunciasse o estado de emergência.

Os especialistas defendem, contudo, que esta recente actividade não representa nenhum risco para os moradores ou para as cidades locais. Stefano Gresta, presidente do Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia, disse que a erupção é “muito espectacular, mas não é arriscada”.

A enorme explosão de sábado pôde ser vista a quilómetros de distância. As nuvens de fumo subiram mais de 914 metros no céu. Os habitantes dizem que se trata da erupção mais “intensa” do ano até agora.

As erupções terminaram poucos antes da meia-noite de sábado, apesar de depois disso já terem sido registadas mais explosões que revelam que o vulcão ainda continua a fervilhar. Uma série de pequenos terramotos, com intensidades de até 2.55 na escala de Richter, foram também sentidos.

Após as explosões do ano passado, as autoridades da Sicília viram-se forçadas a construir barragens e a cavar valas que garantem que a lava se mantém afastada das habitações. Em 2008, o vulcão manteve-se em erupção durante 417 dias, sendo acompanhado por mais de 200 sismos.

O vulcão Etna é o mais activo na Europa.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...