odezhda dlya sobak mylovelypet.ru magazin odezhdy dlya sobak, kupit osheynik anti lay mozhno tut - osheynik-anti-lay

Tag Archive | "veículo eléctrico"

Cadillac eléctrico chega aos Estados Unidos em Janeiro


O Cadillac, um dos carros favoritos dos norte-americanos, vai comercializar em Janeiro a sua verrão eléctrica – no país do Tio Sam, está claro. Segundo a Reuters, a General Motors pretende lutar rapidamente com a Tesla pelo segmento dos carros eléctricos de luxo, por isso está a acelerar o novo Cadillac – que irá concorrer com o Model S.

De acordo com a General Motors, o Cadillac ELR 2013 eléctrico custará €55 mil (R$ 160 mil), com taxa de entrega já incluída, mas os créditos fiscais podem reduzir o custo do veículo em €5,5 mil (R$ 16,3 mil).

Publicado em Veículos EléctricosComments (0)

Carro eléctrico percorre Lisboa-Aveiro-Lisboa a 110 km/h com pouco mais de uma carga


Responsáveis da portuguesa ZEEV (Zero Emissions Electric Vehicles) fizeram a viagem Lisboa-Aveiro-Lisboa com um Tesla Roadster, um veículo 100% eléctrico, a uma velocidade média de 110 km/h e “pouco mais do que uma carga”.

Para tal, a empresa utilizou pontos de carregamento da Magnum Cap, uma empresa portuguesa especializada no desenvolvimento de soluções de gestão e disponibilização de energia eléctrica, incluindo sistema de gestão de rede, sistemas de armazenamento de energia e soluções de carregamento de energia para a mobilidade eléctrica.

O Tesla Roadster 2.5 é o mais rápido automóvel eléctrico do momento, capaz de fazer dos 0-100km em apenas 3,7seg.

“A mobilidade eléctrica é uma opção perfeitamente viável. A Tesla prova que a mobilidade eléctrica é não só possível, com autonomias totalmente ajustadas às nossas necessidades, como também muito agradável”, explicou em comunicado o CEO da Magnum Cap, José Henrioques.

Para o responsável da Bright Solar – que detém a ZEEV –, Carlos Jesus, esta viagem “desfaz o mito de que os veículos eléctricos têm pouca autonomia”.

O elevado binário libertado pelos veículos eléctricos, a ausência de ruído e a não emissão de CO2 tornam estes veículos numa “opção tecnológica a adoptar para futuro, e em prol de um mundo melhor para todos”, concluiu o responsável.

Publicado em Portugal, Veículos EléctricosComments (0)

Baterias do Chevrolet Volt podem ser reutilizadas para uso doméstico


A General Motors (GM) e a ABB estão a reutilizar as baterias do Chevrolet Volt, o carro eléctrico da marca norte-americana, em moradias particulares, dando-lhe uma nova utilização. Segundo as empresas, cinco baterias usadas podem ser inseridas numa unidade modular e são capazes de fornecer a electricidade necessária a um número entre três e cinco moradias de dimensão média, durante duas horas.

O funcionamento desta fonte de alimentação ininterrupta e sistema de equilíbrio da rede foi demonstrado durante a Experiência de Electrificação da GM. A unidade protótipo forneceu os 25kW de potência e os 50kWh de energia consumida pela iluminação e equipamentos audiovisuais, que estavam isolados da rede, durante toda a duração da experiência.

Esta é a primeira vez em todo o mundo que se utilizam baterias de veículos eléctricos em moradias.

“Os desenvolvimentos de baterias na GM cobrem toda a vida útil da bateria, incluindo a sua segunda utilização. Em muitos casos, quando uma bateria de um veículo eléctrico chega ao fim do seu ciclo de vida em aplicações automóveis, apenas consumiu 30%, ou menos, da sua vida útil. A grande capacidade restante pode empregar-se, antes da reciclagem, em outras aplicações, nomeadamente na alimentação de edifícios”, explicou Pablo Valencia, executivo responsável pelo ciclo de vida de baterias na General Motors.

A GM e a ABB tinha já demonstrado, no ano passado, de que forma o conjunto de baterias do Chevrolet Volt pode ser utilizado para armazenar energia e fornecê-la posteriormente à rede, ou servir de alimentação complementar para residências ou empresas.

Na experiência, o sistema de armazenamento de energia funcionou em modo remoto de reserva de alimentação. A totalidade da energia requerida pela instalação procedia de baterias de veículos Volt, por meio do sistema de armazenamento de energia utilizando inversores da ABB.

No futuro, uma aplicação semelhante a esta poderá ser utilizada para fornecer residências ou edifícios comerciais durante os apagões, para armazenar energia durante os períodos nos quais esta é mais barata, aproveitá-la nos picos de procura, ou para suprir faltas da produção de energia solar, eólica ou qualquer outra energia renovável.

Estas aplicações, em conjunto com a regulação de frequência nos sistemas de distribuição eléctrica, poderão no futuro ser usadas para reduzir os custos dos clientes e melhorar a qualidade do fornecimento eléctrico. Estas aplicações denominam-se “armazenamento de energia para comunidades” a fim de se distinguirem dos projectos de armazenamento para subestações.

Publicado em Veículos EléctricosComments (0)

O veículo eléctrico em forma de ovo gigante (VÍDEO)


Publicado em Green Savers TVComments (0)

Toyota Prius já é o 3º carro mais vendido do mundo


Quinze anos depois do seu lançamento, o Toyota Prius chegou ao pódio global de vendas de automóveis. Segundo a Bloomberg, o híbrido vendeu 247.230 unidades no primeiro trimestre do ano, tendo sido apenas superado pelo Toyota Corolla, com 300.800 unidades vendidas, e pelo Ford Focus, com 277 mil.

“Estes números provam que o Prius não era um falhanço e que há um mercado de longo prazo para os híbridos”, explicou o presidente da consultora automóvel Car Lab,Eric Noble.

Para estes resultados contribuíram os benefícios fiscais dados pelo Governo japonês aos carros eléctricos e híbridos, na sequência da tragédia nuclear e ambiental de Fukushima. Com um investimento total em subsídios na ordem dos €3 mil milhões (R$7,4 mil milhões), o Governo japonês levou as vendas do Prius ao topo.

No Japão, o carro do momento é o Aqua – da família do Prius – que triplicou as vendas da marca para as 175.080 no Japão. Em 2011, o Prius tinha vendido 52.507 veículos no Japão, no primeiro trimestre do ano. Nos Estados Unidos, as vendas subiram 42% nos primeiros três meses do ano.

“Para o Prius, um produto de nicho, vender tantos automóveis é um grande feito”, explicou Efraim Levy, equity analist da Standard & Poor’s.

Desde que foi lançado, em 1997, o Prius já vendeu 4 milhões de veículos híbridos e eléctrico.

Publicado em Veículos EléctricosComments (1)

Volt, o eléctrico da Chevrolet chega a Portugal*


“QUANDO na necessidade de carro novo se pondera comprar um carro eléctrico, é normalmente a pensar no ambiente e em reduzir as emissões de CO2, de forma a evitar o aquecimento global e a dependência dos combustíveis fosseis, que não se renovam.

Para além disso, há ainda a esperança de poupar dinheiro a longo prazo, tendo em conta que o preço da electricidade é bastante menor que o preço da gasolina usada em condições semelhantes de condução, para percorrer o mesmo número de quilómetros. E diminuir o dinheiro investido em manutenção, uma vez que não há necessidade de mudanças de óleo e há menos peças móveis no motor passíveis de necessitar de substituição.

No entanto, a crescente preocupação ambiental da população, as campanhas de sensibilização dos vários governos da Europa,  e o investimento das marcas de automóveis em carros ecológicos, não parecem ser suficientes para que se venda carro eléctrico em Portugal.

As desvantagens mais evidentes, como a pouca autonomia e a perda de eficiência das baterias a baixas temperaturas, aliadas aos elevados preços de venda ao público, justificados pela produção em pequenas séries dos carros eléctricos, têm mantido o número de vendas de carros eléctricos relativamente baixo.

O Chevrolet Volt, que chegou a Portugal em 2012, promete resolver pelo menos duas destas desvantagens, aumentando a autonomia do automóvel para 600km, e usando uma tecnologia que permite que o Volt exiba a mesma performance em temperaturas extremas, com um sistema líquido de gestão térmica com controlo activo.

Movido pela unidade eléctrica Voltec, que recebe energia da sua bateria de iões de lítio, o Volt tem também um extensor de energia que entra em acção quando a bateria chega a um mínimo, na forma de um motor de 1,4l de gasolina.

Na prática, desses 600 km de autonomia são, em média, 60km os quais o Volt circula sem quaisquer emissões de CO2. Depois disso, a gasolina alimenta a bateria e as emissões de CO2 são de 23g/km, uma quantia consideravelmente menor que as quantias emitidas por um carro alimentado a combustíveis fósseis.

Apesar de o Chevrolet Volt incorporar um motor a gasolina, a Chevrolet prefere classificar este carro na categoria de carros eléctricos em vez de híbridos, uma vez que o motor de gasolina é usado para criar electricidade e carregar a bateria, que por sua vez  fornece energia ao motor eléctrico, não estando directamente associada ao movimento do carro, nem de forma alguma ligado às rodas.

Os quilómetros que podem ser feitos pelo Volt sem recorrer ao extensor de energia e com zero emissões de CO2 após o carregamento total da bateria, ligando-a a uma tomada de 230v por um período de quatro horas, podem evidentemente variar em função da condução e aumentar visivelmente com o sistema de travagem regenerativa. Com este sistema, a energia criada no processo de travagem é convertida de forma a recarregar as baterias.”

*Sandra Castiço (Chevrolet)

Publicado em Portugal, Veículos EléctricosComments (0)

Recomendações

Blogroll