ONGA galega encontra 182 gramas de algas no estômago de um golfinho

A ONGA galega CemmaCetaceos – Coordinadora para o Estudo dos Mamíferos Mariños anunciou esta semana que encontrou 182 gramas de algas no estômago de um golfinho.

O animal foi encontrado morto na Galiza, em Espanha, e tinha a sua barbatana caudal ligeiramente amputada. Os especialistas não conseguiram determinar a causa do ferimento, mas acreditam que o golfinho nadava com uma grande dificuldade, o que, por sua vez, o impediu de se alimentar normalmente – levando ao mencionado desfecho.

“Dentro de seu estômago encontramos apenas algas, sem restos de outras presas. Às vezes, as algas são encontradas no conteúdo do estômago, mas são contadas nos dedos de uma das mãos”, explica a equipa nas redes sociais da organização.

De relembrar que a alimentação dos golfinhos baseia-se em peixes, como a cavala e a sardinha, mas por vezes também lulas e polvos.

A foto da quantidade de algas encontradas no corpo do mamífero, foi publicada na sua página de Facebook:

 

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...