Abelhas zombie descobertas no leste dos Estados Unidos

Os apicultores do estado de Vermont, nos Estados Unidos, estão habituados a ver as suas colmeias serem infestadas por ácaros, a sofrerem oscilações de temperatura extremas e ainda sujeitos à possibilidade de as colónias colapsarem. Porém, no último outono, estes apicultores enfrentaram uma realidade diferente: abelhas zombie.

De acordo com o Huffington Post, Anthony Cantrell, de Burlington, descobriu abelhas zombie na sua colmeia em Outubro, e foi a primeira vez que este tipo de abelhas foi encontrado no leste dos Estados Unidos.

Estas abelhas zombie foram descobertas pela primeira vez em 2008 por John Hafemik, professor na Universidade Estatal de São Francisco. Estas abelhas são colonizadas por uma mosca – a Apocephalus borealis – que se agarra ao seu corpo e deposita os seus ovos no interior do corpo das abelhas. Os cientistas acreditam que os ovos parasitas causam danos psicológicos, que originam movimentos erráticos espasmódicos e actividade nocturna, tal como o comportamento associado aos zombies.

Porém, estas abelhas não estão condenadas a vaguear como zombies para toda a eternidade. Normalmente, as abelhas morrem poucas horas ou dias depois de começarem a manifestar os sintomas.

Hafemik e a sua equipa têm estado a monitorizar estas abelhas zombie nos Estados Unidos. Segundo os dados recolhidos, os estados da Califórnia, Washington, Oregon e Dakota do Sul possuem abelhas zombie, mas esta é a primeira vez que estas abelhas foram encontradas em estados da costa leste.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php