Accionistas da Tesla querem carros veganos

Há muito tempo que a fabricante de carros eléctricos norte-americana, Tesla, riscou os combustíveis fósseis do seu dia-a-dia, mas os seus accionistas querem mais. Segundo a Bloomberg, alguns accionistas da empresa querem que ela pare de usar produtos de origem animal.

Numa reunião anual de accionistas, ocorrida na semana passada, Mark e Elizabeth Peters instaram o CEO da Tesla, Elon Musk, a interromper a utilização de couro em componentes internos dos veículos – bancos, volantes e detalhes do painel.

Os Peters avançaram com duas propostas, que foram rejeitadas: a primeira queria tornar a Tesla “completamente vegana” até 2019. A segunda pedia que a empresa fosse a a primeira marca de automóveis premium que não provocasse crueldade animal.

Ambas as propostas foram rejeitadas sob argumento de que a procura por alternativas poderia “atrapalhar ou atrasar” a empresa rumo a objectivos maiores. Ainda assim, Khobi Brooklyn, um porta-voz da empresa, explicou à Bloomberg que a Tesla oferece uma opção “vegana” do Modelo S para os clientes que desejarem. Bastaria pedir por assentos e volantes de revestimento sintéticos.

As duas propostas foram reforçadas, posteriormente, pela PETA. Então, Elon Musk disse que “iria avaliar” o caso.

Foto: Robert Scoble / Creative Commons

Deixar uma resposta