Agência Espacial Europeia vai construir dois satélites para monitorizar emissões de CO2

A Agência Espacial Europeia (ESA) anunciou hoje que assinou um contrato de 445 milhões de euros para a construção dos dois primeiros satélites para monitorizar as emissões de dióxido carbono (CO2) na atmosfera geradas pela atividade humana.

O contrato foi assinado com o consórcio liderado pela empresa aeroespacial alemã OHB System AG, refere em comunicado a ESA, assinalando que se trata da primeira missão a medir a quantidade de CO2 libertada na atmosfera em consequência da atividade humana.

Segundo a ESA, os dados recolhidos serão usados para “ajudar a implementar as metas estabelecidas no Acordo de Paris”, aprovado em 2015 e que rege as medidas de emissão de gases com efeito de estufa (incluindo CO2) para conter o aquecimento global abaixo de 2ºC, preferencialmente em 1,5ºC.

As medições que forem feitas através dos novos satélites, cuja data para a sua operacionalização não foi mencionada no comunicado, permitirão ainda obter dados comparáveis à escala global.

A empresa subcontratante francesa Thales Alenia Space irá fornecer os instrumentos de medição das emissões de CO2.

A missão enquadra-se no programa europeu Copernicus de observação da Terra e monitorização ambiental.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...