Agricultura biológica beneficia a biodiversidade

Um novo estudo revela que as quintas que praticam agricultura biológica promovem a biodiversidade de plantas selvagens nos terrenos envolventes, o que se traduz em vantagens para a vida selvagem.

A investigação – elaborada por cientistas da Universidade de Swansea, no Reino Unido, e institutos franceses, que analisaram campos semeados com trigo de inverno na região de Poitou-Charente – concluiu que embora a agricultura orgânica seja menos rentável que a agricultura convencional, consegue albergar mais biodiversidade nos seus campos e terrenos adjacentes ao cultivo.

“As plantas selvagens são importantes para os pássaros, abelhas e outras espécies que costumam frequentar os campos agrícolas”, indica Luca Borger, investigador do Departamento de Biociências da Universidade de Swansea, cita a BBC. “A agricultura biológica tem vantagens em manter este tipo de prática, mas mesmo uma mistura de práticas biológicas e não biológicas pode ajudar a manter a biodiversidade na área”, acrescenta o investigador.

Os terrenos agrícolas fornecem habitat essencial para muitas espécies de animais, mas a intensificação da agricultura tem conduzido a uma perda de biodiversidade. Defensores da agricultura biológica indicam que este método agrícola pode ser um compromisso importante para assegurar as necessidades alimentares da população humana e o habitat de abelhas, pássaros e outros animais.

O estudo foi publicado na revista científica Proceedings of the Royal Society of London B – Biological Sciences.

Foto: Treebeard / Creative Commons

Deixar uma resposta

Patrocinadores