Os ministros da Energia dos governos da Alemanha, Bélgica e Dinamarca assinaram um compromisso de aumentar na próxima década a produção de energia eólica offshore em 60 gigawatts, o que significa um incremento de cinco vezes relativamente à produção actualmente existente.

O compromisso foi assinado num encontro realizado ontem em Londres entre os três governos e mais de 25 empresas da área, incluindo a chinesa Dong Energy, actualmente a maior produtora de turbinas eólicas. Ficou também estabelecido o compromisso de aumentar o investimento no sector e de se reduzirem os custos associados.

O encontro foi promovido pela Associação Europeia de Energia Eólica, WindEurope, e resulta de um encontro o ano passado realizado entre dez países do norte da europa que se comprometeram a investir activamente na produção de energia eólica em alto mar.

Nesse sentido, a WindEurope afirmou já em comunicado que irá pedir aos restantes sete países ausentes deste compromisso para também virem a assinar o documento. No caso do Reino Unido, país anfitrião, a não-assinatura prende-se com as próximas eleições gerais.

Foto Creative Commons

Deixar uma resposta